PUBLICIDADE
Jornal
Espetáculo

Para sentir mais uma vez

|em cena|II Mostra do Curso Princípios Básicos de Teatro traz de volta ao palco do TJA montagens das turmas de 2018

Espetáculo Tempo Zero
Espetáculo Tempo Zero

Há mais de duas décadas existente na Capital como um dos mais notórios cursos de iniciação ao teatro, o Curso de Princípios Básicos de Teatro (CPBT), realizado pelo Theatro José de Alencar, apresenta, de hoje a domingo a II Mostra do CPBT com as montagens dos cursos concluídos em 2018.

A segunda edição da Mostra do CPBT terá início nesta quinta-feira, às 19 horas, com a apresentação gratuita do show Estribilho, da banda Trilhos Sonoros - grupo musical formado a partir da união de ex-alunos que fizeram parte de turmas anteriores do CPBT.

De sexta a domingo, serão encenados mais uma vez, nos palcos do Theatro José de Alencar, os espetáculos das turmas formadas em 2018: Tempo Zero, Farpas e Re-Talho. "Nesta segunda edição da Mostra, percebemos o quão importante é para os nossos ex-alunos. Permitir que eles vivenciem mais apresentações e que a experiência no palco seja prolongada, ao mesmo tempo em que é uma nova oportunidade para que a comunidade possa rever as produções do curso", acredita Joca Andrade, ator, diretor e um dos professores do CPBT.

Local de formação e encontro de artistas locais, o Theatro José de Alencar, patrimônio histórico e cultural do Ceará, tornou-se palco tradicional para os atores em formação. Espaço de criação, reflexão e discussão de assuntos pertinentes à realidade da sociedade na qual estamos inseridos, mais de 10 mil alunos já se formaram no Curso de Princípios Básicos do Teatro do TJA.

Trazendo as urgências pessoais e sociais que permeiam a vida dos participantes, as montagens dos espetáculos instigam a releitura poética das lutas e aprendizados de cada, aliados à dramaturgia e permitindo que o público interaja com a montagem assistida. Como na peça Re-Talho, produzida pela turma da noite de 2018 e que será encenada no domingo, 20, às 18 e às 20 horas. O espetáculo apresenta histórias de vidas de famílias que moram na periferia e que convivem com cenário de dificuldades, inseguranças e adversidades enfrentadas pela juventude excluída da sociedade e com poucas oportunidades.

"A reencenação das montagens é uma iniciativa para que o aluno tenha mais uma bagagem dos palcos, além de uma conexão maior com a plateia.", afirma Joca sobre a importância de dar continuidade às produções dos alunos. Com ingressos a preço popular (R$ 10 e R$ 5), as montagens convidam o público a participar de um novo encontro com as descobertas e relações construídas durante um ano pelos alunos do CPBT.

Líllian Santos