PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Mimetismo urbano ENSAIO SOBRE A LIDA

| COTIDIANO | O repórter fotográfico Fábio LIma, do O POVO, olha o Centro de Fortaleza pela lida de trabalhadores, passantes ou moradores raros de um bairro que se mimetiza

19/04/2019 21:48:16
FORTALEZA,CE,BRASIL,04.10.2018: Fotorreportagem sobre Mimetismo no Centro para Vida e Arte. (fotos: Fabio Lima/ O POVO)
FORTALEZA,CE,BRASIL,04.10.2018: Fotorreportagem sobre Mimetismo no Centro para Vida e Arte. (fotos: Fabio Lima/ O POVO) (Foto: Fabio Lima/Fabio Lima)

Por aqui, um convite para se embrenhar nos trajetos do repórter fotográfico Fábio Lima olhando o mimetismo de personagens do Centro de Fortaleza. Uma travessia entrançada pelos fazeres de trabalhadores, de moradores raros e de passantes das calçadas. Dos olhos sobre as lojas e ambulantes. De quem aproveita da coxia à sombra, num cotovelo de esquina ou praça, para um respiro no corre corre sempre amanhecedor do bairro histórico e comercial.

Respiro é modo de dizer. Pode até ter dado a hora do almoço ou terminado de descarregar os caixotes azuis cheios de mercadorias e, em vez de cochilar para refazer o corpo da lida, o celular furta o descanso. Ou apraz a faina.

Todo mundo no Centro tem um negócio a resolver. Ser funcionário de algum magazine ou, na informalidade, se assumir o próprio patrão no logradouro. São os cabelos de corda ou da cor da palha do chapéu para turistas e no encontro com o "sol quente".

Vendem-se candidatos ao vento da praça do Boticário Ferreira. É uma sobrevivência do trabalho temporário ou que não há. Vendem-se desejos em manequins bundudos para coisificar os corpos reais ou não... É tudo verdade, é tudo transformado em mercadoria.

O Centro é também o que o olhar do fotógrafo escolheu para ser. Ninguém flagra a câmera e talvez, por isso, não tem tempo para desnaturalizar a cena. O bairro é do jeito que amanhece, segue o dia pulsando e anoitece numa batida mais surpreendente ainda de mimetismos indizíveis.

Por aqui, pela calçada, na rua, em algum muquifo, restaurante, shopping improvisado e qualquer lugar do Centro... vamos olhar pelas lentes de Fábio Lima.

Clique na imagem para abrir a galeria

Demitri Túlio

TAGS