PUBLICIDADE
Jornal

SISU O que fazer para conquistar vaga

| Educação | Sistema de Seleção Unificada abre hoje inscrições para vagas em instituições públicas no Ensino Superior. É preciso estar atento a mudança em critério de lista de espera

22/01/2019 01:30:00
NULL
NULL

[FOTO1]

Começam hoje as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para vagas no ensino superior público. Com alterações nas regras do programa, especialistas dão dicas de como garantir ingresso nos cursos desejados. Nesta edição, são mais de 235 mil vagas distribuídas em 129 universidades públicas de todo o País.

 

O critério do Sisu para distribuir o ingresso em instituições públicas brasileiras é a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) anterior. Logo no registro da candidatura é possível escolher até duas opções de cursos de graduação.

[FOTO2]

As inscrições podem ser feitas até sexta-feira, 25. O resultado será divulgado no dia 28. A matrícula dos selecionados deve ser feita do dia 30 de janeiro ao dia 4 de fevereiro.

 

A principal mudança de 2019 é que os candidatos que forem selecionados em qualquer uma das duas opções não poderão participar da lista de espera. Até o ano passado, aqueles que eram selecionados na segunda opção podiam ainda participar da lista e ter a chance de ser escolhido na primeira opção na repescagem.

 

Por isso, para Marcelo Pena, professor supervisor do pré-vestibular do Colégio Farias Brito, a questão da escolha dos cursos é o mais importante. "Antes, se o estudante não fosse aprovado na primeira opção, podia entrar na lista de espera mesmo que fosse aprovado na segunda. Agora, isso não é mais possível. Por isso, é necessária uma escolha com mais cautela, com mais cuidado, observando as notas de corte de anos anteriores".

 

Uma vez por dia, o sistema divulga as notas de corte de cada um dos cursos disponíveis. Edu Sombra, 17, encerrou o ensino médio na Escola Estadual de Educação Profissional Pedro de Queiroz Lima, em Beberibe. Ele conta que, em princípio, a escolha é para Biotecnologia na primeira opção e Enfermagem como segunda, ambas na Universidade Federal do Ceará (UFC). Para Edu, a mudança nas regras da lista de espera não foram bem vindas. "Creio que as listas de espera rodarão bem menos e assim, se não passar de primeira, as chances de entrar ficarão mais difíceis".

 

Entre as estratégias do estudante está a observação da nota de corte, tanto via simulação como as notas divulgadas pelo Sisu. A ideia é observar a variação das notas para tentar ingressar no curso desejado. "Minha média foi 690,22. Ela foi melhor do que eu esperava. Me surpreendi".

 

Otacílio Bessa, diretor da Escola de Ensino Médio Adauto Bezerra, orienta que os estudantes não deixem a inscrição para a última hora, sob o risco de congestionamento no site. Ele reforça que os estudantes busquem as escolas e os professores para orientação sobre a inscrição e que tirem todas as dúvidas sobre o processo.

 

Do dia 28 ao dia 4 de fevereiro, os alunos que não foram selecionados na chamada regular em nenhuma das opções, podem manifestar o interesse em participar da lista de espera. Esses alunos serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 7 de fevereiro. 

 

(Com agências)

 

Números

 

129 instituições públicas de todo o País ofertam vagas no Sisu

 

37 Instituições em Portugual utilizam a nota do Enem para ingresso de brasileiros

2010 Foi
o ano do início do Sistema de Seleção Unificada

EDUARDA TALICY

TAGS