PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Palavras de presente

| INFÂNCIA | A convite do O POVO, quatro crianças dão novos significados a palavras e contam uma história mais bonita para os dias

01:30 | 12/10/2018
Maria Alice de Matos Brito Maia, 6 anos, adivinhou a ideia que O POVO guardou em uma caixinha de papel: eram “palavras de presente”. Neste Dia da Criança, convidamos a infância para explicar sentimentos e significar as coisas, mudando o entendimento do mundo.
 
Além da Maria Alice, Teo Bessa Caetano, 6 anos; Aimê Roriz Moura, 7 anos, e David William Machado do Nascimento, 7 anos, passaram uma tarde brincando com as palavras, no jornal e no estúdio da TV, para compor um especial audiovisual. 
 
 
A partir de um sorteio das palavras, as crianças tinham uma pequena explicação para tudo: da internet ao amor!
 
E emendaram uma brincadeira na outra: no jornal, por exemplo, elas ditaram palavras que estão faltando na história atual do Brasil. “Amor e respeito”, escolheu Aimê, sumiram. Na opinião dela, respeito é uma palavra que não estamos usando e precisamos usar: “Não faz que a pessoa se sinta muito à vontade no espaço que ela está: ela não pode se divertir, ela tem que ficar atenta aos desrespeitos das pessoas”.
 
Já Maria Alice anda procurando uma história do Brasil “que seja melhor. Porque tem muitas pessoas na rua, as crianças. Tá tendo muito assalto. Está muito ruim, o nosso País”. Mas ela sabe como pode ser o contrário: “Quando todas as pessoas pobres terem uma casa, quando todos os ladrões ficarem sendo melhor”, resolve.
 
Teo também quer contar, de outro jeito, a realidade. “Que todo mundo seja feliz”, diz com todas as letras. E a felicidade, acreditam as crianças entrevistadas pelo O POVO, pode começar quando damos palavras de presente a um lugar ou a alguém. Porque existem palavras que “são boas para a vida”, concordam Aimê e David. Basta escolher as “palavras mais bonitas do mundo”, falam as crianças, para presentear. Tipo assim: faz de conta que é um abraço.
 
“A palavra que eu diria de presente pra alguém? Eu diria que você é legal, que você é muito divertida”, abraça David. “Uma pessoa legal pra mim é, tipo, uma pessoa que brinca com outras pessoas, ela faz amizade. Uma pessoa que não bate. Uma pessoa que todo mundo gosta”, completa.
 
Mas a maior palavra de todas, que abarca a humanidade inteira e o tamanho da vida, concordam Alice, Aimê, Teo e David é “amor”. Teo explica: as pessoas precisam dessa palavra de presente porque “você vai ganhar mais amigos”. “Em algumas pessoas, falta a palavra amor”, percebe Aimê. “Porque o amor é uma coisa boa, é uma coisa, assim, bem representativa que você gosta da pessoa. Então, eu daria essa palavra pra uma pessoa”, oferece.
 
**
 
O que é o que é (ou pequena explicação de tudo)
 
Aimê Roriz Moura, 7 anos:
 
Amor - eu acho o amor uma coisa boa e é uma coisa que as famílias representam muito. E eu acho que é bom pra vida.
Saudade – é você sentir falta do outro, é você gostar dele e tá longe, querendo viver algumas coisas com ele e não poder ter o momento certo pra conseguir.
Felicidade – eu acho uma coisa divertida também, uma coisa muito boa, que você pode fazer com os amigos, com a família, com todo mundo. Eu acho bem bom a felicidade.
Pai – é uma pessoa que lhe ama muito, que cuida de você, que é muito importante na sua vida.
Mãe – é uma pessoa que lhe criou, que cuida de você, que se responsabiliza por você. Então, o pai e a mãe são muito importantes na vida de todo mundo.
Amigo – é uma pessoa que a gente faz amizade, a gente tem um laço com ela de amizade e nós ficamos muito felizes por fazer amizade com ela. E a gente vivencia momentos bons; às vezes, tem brigas. Às vezes, a gente fica bem aproximado, fica muito amigo.
Esperança – é você acreditar. É tipo fé. Eu acho que você tem que acreditar, se esforçar pra conseguir o que você quer. Então, eu acho essas palavras muito boas para a vida.
 
**
 
David William Machado do Nascimento, 7 anos:
 
Amor – é coração. (e o que acontece, como você sabe que é amor?) As pessoas são felizes.
Saudade – é sentir falta de uma pessoa. Uma pessoa que sempre tá com você vai viajar, sai por uns dias, aí, você fica triste e fica com saudade. (e o que acontece dentro da gente?) A gente chora porque uma pessoa que a gente ama saiu.
Pai – pai, pra mim, significa felicidade, uma família completa.
Mãe – é como se fosse um herói pra gente. Tipo: uma pessoa que a gente gosta, uma pessoa que a gente sempre vai amar dentro do nosso coração.
Amigo – é quando você tá sozinho, você chama um amigo pra ficar com você, aí, você fica se divertindo, brincando com seu amigo.
Fé – é sentir confiança dentro de uma pessoa, confiar em uma pessoa.
**
 
Maria Alice de Matos Brito Maia, 6 anos:
 
Amor – é uma coisa que você pode amar as pessoas, tipo sua mãe. Abraço, beijo, carinho.
Saudade – quando sua mãe tá viajando e você tá sem ela.
Felicidade – quando você tá muito animado de uma coisa. (quando você fica feliz?) Quando minha mãe me dá um beijo e um abraço.
Mãe – é onde você nasceu.
Pai – é quem cuida de você.
Amigo – é uma pessoa que pode conviver com você e sempre lhe ajudar.
Esperança – esperar alguém? (risos)
**
 
Teo Bessa Caetano, 6 anos:
 
Amor – é você gostar de outra pessoa, você aprender porque você vai tá conhecendo a outra.
Amizade – é você gostar de outra pessoa e a outra gostar de você também. (porque, às vezes, no amor você pode gostar e a outra pessoa não, ele diferencia)
Saudade – é você sentir falta de alguém quando ela tá longe. Eu sinto saudade da minha tia porque ela viajou lá pra Curitiba.
Felicidade – é você ficar feliz com outra pessoa por ela ter ganhado uma coisa muito boa.
Pai – é você ter alguém sempre junto de você.
Mãe – é alguém também sempre junto de você, do seu lado.
Amigo – é você gostar de outra pessoa que você não conhecia.
Esperança – é você confiar em outra pessoa.

ANA MARY C. CAVALCANTE