VERSÃO IMPRESSA

Africano desaparecido foi enterrado no piso de uma casa

01:30 | 13/06/2018

O desaparecimento do africano Francisco José Barbosa de Oliveira Filho, também conhecido por Wesley, seria a origem da investigação que daria na Operação Soure e na descoberta da suposta autoria de pelo menos 26 assassinatos engendrados em meio à guerra entre Comando Vermelho (CV) e Guardiões do Estado (GDE), em Caucaia.
 

Segundo o escrivão Josenildo Menezes, 54, o quebra-cabeça começou a ser montada depois que uma testemunha foi à Delegacia Metropolitana de Caucaia, em 9/11/2017, revelar onde Wesley estaria enterrado. O africano, de acordo com o policial, seria dependente químico e teria uma dívida com traficantes do CV. Ele foi executado, teve parte do corpo queimado e decepado. Depois, foi enterrado debaixo do piso de uma casa abandonada.
 

A informação da testemunha levou à prisão Felipe dos Santos Gomes, 23, Mofado, Jacaroa, Mateus, Playboy, Rato, Rômulo de Lima Santos, 21 e Amilson Ferreira Lourenço, 18.
 

A prisão de parte da quadrilha deu na descoberta de mais cinco corpos masculinos. Quatro deles estavam desaparecidos e dois tiveram as cabeças cortadas. Segundo o escrivão Josenildo Menezes alguns eram rivais da facção Guardiões do Estado, mas havia um que foi julgado e morto por sido julgado dedo duro. (Demitri Túlio)

TAGS