VERSÃO IMPRESSA

Fortaleza têm 2º gás de cozinha mais caro da região

01:30 | 14/05/2018

O preço médio que o cearense tem que desembolsar para comprar um botijão de 13kg de gás de cozinha é R$ 70,43. O levantamento referente a maio feito pela Agência Nacional do Petróleo mostra que a tarifa do Estado é a segunda mais cara do Nordeste. No topo da lista fica Sergipe (R$ 75,67) e o gás mais barato pode ser encontrado na Bahia (R$ 57,71).


Ao olhar para as maiores metrópoles da Região, o panorama é semelhante. Fortaleza fica atrás apenas de Aracaju entre as cidades onde é necessário desembolsar mais para comprar o botijão. Na capital sergipana, o produto chega perto dos 80 reais (R$79,08), quase quatro reais a mais que Fortaleza (R$75,43). Valores bem superiores aos observados em Salvador, onde o botijão custa R$53,38.


Fortaleza é também a cidade que apresenta a maior tarifa entre as avaliadas pela ANP no Ceará. Enquanto o preço médio da Capital gira em torno de 75 reais, em outros municípios como Juazeiro do Norte, o preço médio está em R$ 62.


Entre maio de 2013 e agora, o preço médio do gás de cozinha em Fortaleza quase dobrou. Há cinco anos, ele custava R$ 42,84. A variação de 88,43% supera e muito a inflação registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para o período, que foi cerca de 34%.


Segundo Bruno Iughetti, especialista em petróleo em gás, o elevado preço praticado no Ceará é explicado por uma logística onerosa no transporte do GLP até a distribuidora.

GABRIELLE ZARANZA

TAGS