PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Namorada de suspeito preso teve união com outro investigado

01:30 | 13/03/2018

Dona do apartamento no Meireles onde ocorreu a prisão de Douglas Matias da Silva, único suspeito preso pela chacina do Benfica, a namorada do acusado já registrou união estável com Francisco Elisson Chaves de Souza, outro suspeito de participar do massacre. 

Segundo O POVO apurou, a namorada de Douglas oficializou a união em 2017 como parte das exigências para visitar Elisson na Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL) III, onde ele cumpria pena à época. Depois dele, ela ainda registrou união com outro preso. 

Ela é fisioterapeuta e estava presente no momento da prisão do namorado. Em depoimento que entrou madrugada adentro de sábado, 10, negou participação de crimes e expôs uma série de contradições na versão do companheiro. 

Entre elas, a fisioterapeuta confirmou amizade de Douglas com Elisson e Stefferson Mateus Rodrigues, outros investigados no caso da chacina. Em seu depoimento, o suspeito preso disse conhecer Stefferson apenas “de vista“ e que não falava com o outro “há tempos”.A fisioterapeuta também apresenta narrativa diferente para a noite da chacina. 

 

Segundo o relato, ela e Douglas chegaram juntos, no Fiat Punto de cor branca que teria sido utilizado no crime, a uma festa no Lagamar por volta das 19h30min da sexta-feira. Às 22h, o namorado deixou o local com dois amigos sem dizer o destino. Ele voltou só uma hora depois, em outro carro, “visivelmente nervoso”. (Carlos Mazza)