VERSÃO IMPRESSA

Comunidades pedem requalificação ambiental

01:30 | 22/01/2018

Cleíson dos Santos Almeira, 41, o Pool, do Coletivo Sócio-ambiental Jangu, reclama da falta de diálogo entre o governo e as comunidade do entorno da Barragem do Cocó. Desde a construção e, agora, com o anúncio de que a água também será destinada ao abastecimento da Região Metropolitana.


A reivindicação, pontua Pool, é pelo direito à qualidade sócio ambiental de quem mora na nos assentamentos precários ou nos conjuntos habitacionais populares, construídos pelo poder público, ao longo da bacia do Cocó.


“No Conjunto Palmeiras II, por exemplo, onde moro, não tem saneamento básico e quase todos os sangradouros do rio estão com mato e sujeira. Quando enche, mesmo com as poucas chuvas, continuam os alagamentos e a repercussão de doenças como a dengue”, reclama.


A Comunidade do Estrela, por trás do Cuca Jangurussu, e a Lagoa da Pedra permanecem enfrentando problemas com inundações. Segundo Pool, a próxima quadra chuvosa, dependendo da intensidade, colocará à prova uma das funções da Barragem do Cocó. Que seria a de minimizar as enchentes. “Já flagramos retroescavadeiras e caçambas enterrando lixo naquela área”, diz.


Outra preocupação, não comprovada ainda por pesquisa cientifica ou levantamento popular dos movimentos sociais, seria a especulação imobiliária, que estaria ganhando força com a construção da barragem.

Na avaliação de Pool, a valorização dos terrenos depois do equipamento “fizeram surgir vários terrenos cercados e com placas de propriedade particular”.


O receio, sugere o líder comunitário, é a possibilidade de nova remoção de uma população que foi já “despejada” de bairros mais nobres de Fortaleza para o Palmeiras, Jangurussu e Ancuri.


A regulamentação do Parque do Cocó, no ano passado, segundo o secretário Artur Bruno (Sema) já afirmou ao O POVO, trará uma série de melhorias para os 1.571 hectares da área. Entre elas, a despoluição do rio e a requalificação do potencial sustentável do bioma, hoje, muito degradado. (Demitri Túlio)

GABRIELLE ZARANZA

TAGS