PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Comunidade se manifesta em pedido de justiça

01:30 | 30/01/2018

As mãos dadas em oração pediam pela alma dos amigos que foram mortos na madrugada do último sábado, 27. Na tarde de ontem, cerca de 50 pessoas se reuniram em frente ao Forró do Gago, no bairro Cajazeiras, em prece e protesto. “Esta oração é para que o Senhor possa fazer o que não podemos”, clamou uma das moradoras numa reza dolorida de ser feita. 

Pais, mães, amigos e conhecidos das vítimas, que temeram ser identificados, acompanharam de olhos cerrados a oração. “Estamos ainda sem acreditar. Foi muito forte o que aconteceu aqui. E ninguém veio aqui nos dar apoio”, afirmou outra moradora do bairro, que também pediu para não ser identificada. Segundo ela, o encontro surgia como forma de auxílio aos familiares.

 

Logo após as preces, os moradores seguiram em caminhada até a BR-116. O protesto teve seguimento por volta das 18 horas, próximo ao km 7 da rodovia. Os manifestantes pediram justiça e queimaram pneus. 

A Polícia Militar estimou entre 300 e 400 pessoas presentes na manifestação. Por volta das 20 horas, o trânsito já havia sido liberado e o fogo apagado pelo Corpo de Bombeiros. Há expectativa de nova manifestação para hoje.  

“Essa nossa fala é sobre cidadania. Isso aqui era uma diversão que a gente tinha para os jovens, para as senhoras, para os cidadãos querendo sustentar a família”, disse um dos manifestantes. E completou: “Na nossa comunidade existe é gente, gente humana”. (Eduarda Talicy)