PUBLICIDADE
Jornal

Procurador acusado de ser "infiltrado" é denunciado

07/06/2017 01:30:00

A Procuradoria Regional da República da 3.ª Região denunciou ontem, o procurador da República Ângelo Goulart Villela pelos crimes de corrupção, violação de sigilo funcional e obstrução de Justiça. Villela é acusado de atuar como agente infiltrado pelo empresário Joesley Batista, da JBS, na força-tarefa da Operação Greenfield - investigação do Ministério Público Federal sobre rombo nos maiores fundos de pensão do País.
 

A denúncia foi feita perante o Tribunal Regional Federal da 3.ª Região (TRF3), porque a lei determina que procuradores da República sejam processados no tribunal responsável pelo local de sua lotação. Villela, embora estivesse cedido à Procuradoria-Geral da República, tem lotação na Procuradoria da República em Osasco (SP).
 

Villela, segundo relato de Joesley, recebia mesada de R$ 50 mil do empresário para mantê-lo informado sobre a Operação Greenfield. O procurador integrava a força-tarefa. A denúncia atinge também o advogado Willer Tomaz, que teria sido o responsável pela cooptação de Villela, pelos crimes de corrupção ativa, violação de sigilo e obstrução.

Adriano Nogueira

TAGS