PUBLICIDADE
Jornal

México vai ajudar imigrantes nos EUA

04/03/2017 01:30:00

O governo mexicano não somente se nega a construir o muro na fronteira dos Estados Unidos, mas também investirá US$ 50 milhões para incrementar a assistência legal aos imigrantes que temem a deportação, em resposta às medidas do presidente Donald Trump contra a imigração ilegal. Os 50 consulados mexicanos nos EUA lançaram ontem seus centros de assistência jurídica para formar sociedades com grupos sem fins lucrativos e contratar advogados para dar assistência legal aos que temem as políticas de Trump.


O esforço diplomático ocorre em meio a uma disputa entre os países por causa dos planos de Trump de erguer um muro na fronteira. O presidente dos EUA diz que o México pagará a obra de qualquer maneira, o que o governo mexicano se recusa a fazer


O cônsul-geral do México em Miami, José Antonio Zabalgoitia, disse ontem que os centros se converterão em “autênticos defensores dos direitos dos imigrantes mexicanos”. Segundo ele, o que mudou é o foco na questão legal e na busca de apoio jurídico aos cidadãos mexicanos. “Agora o que é preciso fazer é protegê-los na eventualidade da deportação.”


Os consulados mexicanos farão alianças com universidades de Direito, clínicas imigratórias e grupos sem fins lucrativos que atuam em nome dos imigrantes. Os centros terão advogados mexicanos e também contratarão escritórios privados interessados em trabalhar sem cobrar. Nos últimos meses, os consulados do México e de nações da América Central têm atendido diversas consultas de imigrantes preocupados pelo seu futuro e o de seus filhos nascidos nos EUA.

 

Adriano Nogueira

TAGS