PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Novos membros do Conselho de Leitores tomam posse

Os conselheiros podem, durante todo o ano, dialogar com os profissionais do O POVO e sugerir debates neste que é canal entre leitor e Redação. A ideia é ter uma avaliação diferenciada das várias plataformas do grupo

01:30 | 15/02/2017

O conselho se reúne mensalmente na Redação do O POVO
O conselho se reúne mensalmente na Redação do O POVO
 

Fazer jornalismo é também abrir portas para os leitores conhecerem e opinarem sobre o que é produzido nas redações. Canal de diálogo entre sociedade e jornal, tomou posse, na noite de ontem, a nova turma do Conselho Consultivo de Leitores do O POVO.

Os 14 membros foram indicados e escolhidos por votação de jornalistas do O POVO, como ocorre em todo ano. O mandato do conselheiro é de um ano. Dois integrantes do conselho de 2016, Marcelo Alcantara e Valmir Lopes, foram reconduzidos e ocupam o posto por mais uma gestão.

Nova integrante do colegiado de 14 conselheiros, Germana Belchior vê na iniciativa uma forma de o jornal mostrar que não está preocupado só com ele mesmo. “É uma oportunidade de dialogar para a construção de um produto verdadeiro e de qualidade. É também uma demonstração do O POVO de cidadania corporativa, ética e responsabilidade social”, avalia Germana, que é professora de Direito Ambiental e auditora fiscal jurídica da Receita Estadual.

Pluralidade

Criado em 1999, o Conselho Consultivo de Leitores é responsável por avaliar todos os produtos do Grupo de Comunicação O POVO (GCOP).

 

Coordenados pela jornalista Daniela Nogueira, editora do Núcleo de Opinião, os conselheiros se reúnem mensalmente com os profissionais do O POVO. Além disso, todos mantêm contato frequente com críticas, opiniões e sugestões via email.

Para Daniela, o Conselho de Leitores é um colegiado que ajuda muito O POVO a se manter mais próximo do seu público. “É um grupo que nos ajuda a reavaliar conduções das matérias que produzimos, a refletir sobre novos olhares e a nos reinventarmos em nossas múltiplas plataformas”, avalia a jornalista.

Erick Guimarães, diretor-adjunto da Redação do O POVO, destaca: “Vale ressaltar o quanto o Conselho é um grupo plural. É importante que integrantes das mais variadas áreas da sociedade estejam aqui para que possamos ouvi-los”.

O primeiro encontro com o conselho contou com a presença de diversos jornalistas da Redação e outros profissionais do grupo, que se apresentaram aos conselheiros e explicaram suas funções, solucionando dúvidas e respondendo a questionamentos.

Conselheiros e conselheiras

 

Karol Torres, professora de Língua Portuguesa, técnica em Educação da Secretaria Municipal da Educação (SME) e mestranda da Universidade Federal do Ceará (UFC)

 

Alexandre Alcântara, promotor de Justiça e professor

Alexandre Cialdini, economista e diretor-executivo da Fundação Sintaf

Dediane Souza, representante do Grupo de Resistência Asa Branca (Grab)

Fernanda Rocha, arquiteta, urbanista e professora da Universidade de Fortaleza

Germana Parente Neiva Belchior, doutora em Direito Ambiental, professora da UNI7 e auditora fiscal jurídica da Receita Estadual do Ceará

Hugo Lopes, publicitário e professor de Mídias Digitais

Jamila Araújo, presidente da CDL Jovem

Lisane Lima, consultora em Gestão e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência

Michell Mendonça, sargento da Polícia Militar

Thyago Cabral, artista urbano, chargista, caricaturista e professor universitário

Valmir Lopes (conselheiro reconduzido), cientista político e coordenador do Laboratório de Estudos sobre Política, Eleições e Mídia (Lepem), da UFC

Vladimir Spinelli, professor e diretor do Centro de Estudos Sociais Aplicados da Universidade Estadual do Ceará (Uece)

Marcelo Alcantara (conselheiro reconduzido), médico pneumologista e intensivista, presidente da Sociedade Cearense de Terapia Intensiva