PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

A Amarok mais potente

Modelo oferece conforto de carro de passeio e potência de sobra, o principal trunfo da picape média

20/06/2019 01:33:40
FORTALEZA, CE, BRASIL, 08-12-2018:  Test - Driver com o carro Amarok, da montadora Volkswagen, fotos feitas em frente ao orbitar Bar, no Dragão do mar de Arte e Cultura. (Foto: Aurélio Alves/O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 08-12-2018: Test - Driver com o carro Amarok, da montadora Volkswagen, fotos feitas em frente ao orbitar Bar, no Dragão do mar de Arte e Cultura. (Foto: Aurélio Alves/O POVO) (Foto: Aurélio Alves/Aurélio Alves)

Quando perguntam ao presidente da Livraria Cultura, Pedro Herz, qual livro que ele recomenda como lançamento, ele responde: qualquer um que você não leu ainda. Pois bem. A Amarok V6 Highline, com o motor 3.0 V6 TDI (turbodiesel) de 225 cv, já não é uma novidade. Mas se o caro leitor interessado em uma picape média ainda não a conhece, ela merece atenção. Ela é a mais potente do mercado brasileiro e tem suas virtudes. Sai por R$ 196 mil.

Testá-la apenas em trecho urbano é um crime. O carro pede chão e frustra a cada brecada nos sinais desta Cidade tão semaforizada. O POVO a guiou em ambas as condições, apesar do tempo curto. Pegamos a versão cabine dupla. Ampla como uma sala das grandes, ela oferece espaço de sobra para os dois ocupantes da frente. Isto implica ao mesmo tempo conforto, pela distância entre ambos, e pouco aconchego, pela mesma razão. O uso define se virtude ou não.

Ela tem elegância, mesmo com a natural pegada utilitária. Com a nova motorização, a Volkswagen engrossou o pescoço ante a Chevrolet S10 e a Toyota Hilux, sem contar a Ford Ranger e a Nissan Frontier, também mais parruda com a nova geração. Dirigir a Amarok V6 TDI confere sensação de estar ao volante de um veículo de luxo. Inclusive, sobe fácil aclives (?!).

A Amarok V6 Highline tem configuração de carroceria cabine dupla e extensa lista de itens de série. No rol, recursos como faróis bixenônio com luzes de uso diurno de LEDs e sistema de frenagem automática pós-colisão. A central de infotainment "Discover Media" permite a locução de mensagens de texto (SMS) do celular por meio dos alto-falantes. E também dá para responder por meio de comando de voz.

A esta central, o sistema de assistência de estacionamento "Park Pilot" se conecta. Avisa da aproximação de obstáculos na dianteira em manobras e transmite a imagem da câmera traseira. Trazendo para a vida real das garagens exíguas, nem deveria ser opcional, mas obrigatório. Em certas fases da vida, um motorista estaciona em muitas garagens diferentes. Nesta hora, importa esta ajuda.

Clique na imagem para abrir a galeria

ANOTAÇÕES

• A motorização V6 3.0 Turbodiesel veio da co-irmã Audi, que estreou esse mesmo motor no SUV de luxo Q7.

• O motor V6 e transmissão automática de oito velocidades são trunfos. Na época da pré-venda, esgotou logo nas primeiras 24 horas o primeiro lote de 450 unidades.

• A inscrição V6 no canto direito da grade frontal é como um crachá a complementar o logo da VW.

• Tem motor dianteiro, longitudinal, 3.0, 6 cilindros em V, turbo diesel.

• A potência: 225 cv a 4.000 rpm.

• O torque: 56,1 kgfm entre 1.500 e 2.500 rpm.

• O câmbio é automático de 8 marchas; tração integral.

• A direção é hidráulica, embora lá fora (Europa e EUA) já seja elétrica.

• Os pneus são R19 255/55.

Jocélio leal