VERSÃO IMPRESSA

Fique atento às regras

01:30 | 19/07/2018
 

O transporte de cargas é regulamentado pelo Código de Trânsito Brasileiro. É importante que todas as bagagens extras sejam bem presas para que não caiam e nem sejam arrastadas pela rua. Para as bicicletas, a legislação obriga a utilização de uma segunda placa caso a original esteja sendo bloqueada pela bicicleta. Caso contrário, o motorista pode ser sancionado com uma penalidade de nível gravíssimo, recebendo multa, apreensão do veículo e remoção da bicicleta.

 

Além disso, para outros tipos de carga, as dimensões não
podem ultrapassar a largura e comprimento do veículo. Em relação à altura, não é permitido ser maior que 50 centímetros.

É uma infração grave, passível de multa e retenção do veículo para regularização. A exceção para o limite de altura são as bicicletas, que podem ser levadas em pé, com as duas rodas apoiadas no teto. Em casos de excesso de peso, a infração também é grave, passível de multa e retenção para transbordo.

 

Dar um passeio ou viajar com animais no veículo também devem ser feitos com critérios de segurança. "É importante que a gente entenda o seguinte: os animais não podem ser conduzidos de forma solta no veículo, nem no colo do passageiro, a lei não permite, eles podem pular pela janela, desviar atenção do motorista", explica Ribamar Diniz, coordenador de blitz do Detran. Dessa forma, os pets devem estar dentro de caixas preparadas ou gaiolas para isso, no banco de trás ou com cintos de segurança apropriados para os bichinhos. "Transportar animais entre os braços e pernas é infração média. Isso na parte interna. Nas partes externas do veículo, a infração é grave. O animal não pode estar solto", acrescenta.

TAGS