VERSÃO IMPRESSA

Kwid na palma da mão

Com a K-Commerce, Renault faz da ida à concessionário o último processo de compra do modelo. Por enquanto, só para o Kwid

01:30 | 03/05/2018
[FOTO1]

Chamado de “SUV dos compactos”, o Kwid é o primeiro modelo da Renault a ter venda totalmente online. A compra do carro pela internet é possibilitada pela K-Commerce, plataforma desenvolvida com a empresa de tecnologia SAP em apenas 44 dias, segundo a marca de veículos. “Além de uma nova opção para o cliente, além de uma nova plataforma, isso também foi uma aventura de descobrimento de forma de trabalho”, adiantou o presidente da Renault do Brasil, Luiz Pedrucci, em coletiva na capital paulista.


A K-Commerce nasceu depois do sucesso da pré-venda online do Kwid, em que os clientes reservaram os carros mediante pagamento de R$ 1000 - abatidos posteriormente no valor total. Uma equipe de 53 pessoas de três países (Brasil, França e Canadá) foi montada dentro de Renault para o desenvolvimento da plataforma. No dia 11 de janeiro, o piloto da plataforma estava no ar, e a primeira compra já foi registrada às 2 horas da manhã.

[QUOTE1]

A integração dos sistemas da K-Commerce permite ao cliente escolher o valor de entrada, quantas parcelas quer pagar, rastreio na linha de produção, financiamento online e até avaliação do próprio usado. “A gente consegue acompanhar toda a jornada do cliente e consegue saber quantos clientes estão comprando, qual a taxa de conversão, se os clientes estão abandonando o processo, em que momento da compra eles estão abandonando o processo. Então, isso traz para a montadora, uma nova visão do comportamento do cliente que até então não tínhamos”, explica Pedrucci.


A cada quinzena, a K-Commerce recebe melhorias a partir dos estudos verificados com a utilização. Por exemplo, quilometragem do carro usado, novas condições de financiamento, chat online e vídeo explicativo. Desde o lançamento, foram 5.106 Kwids comprados pela plataforma, o que representa 40% do volume total de vendas do veículo, de acordo com a Renault do Brasil. Além disso, 70% dos acessos ao site da K-Commerce foram feitos pelos smartphones ou tablets.


Essa experiência abre caminho para inúmeras possibilidades, como até o recebimento do carro novo em casa. No entanto, a Renault ainda não tem previsão disso ou de outros modelos sendo comercializados nessa mesma plataforma online. As compras do Kwid pela internet podem ser feitas tanto em kwid.com.br quanto em loja.renault.com.br. A marca contabiliza, até a última semana, 1,5 milhão de acessos.


AMANDA ARAÚJO

ENVIADA A SÃO PAULO*

amandaaraujo@opovo.com.br

 


*A jornalista viajou a convite da Renault

 

Como funciona


O comprador acessa a K-Commerce, faz um cadastro e escolhe versão, cor, forma de pagamento e o local de retirada do carro em sua cidade. O prazo de entrega varia, mas em São Paulo são oito dias úteis, informou o presidente da Renault Brasil.


Com financiamento e condições aprovados, o cliente paga o valor de entrada em boleto. No caso de quem vai pagar parte do valor com o usado, também é necessário fazer uma avaliação na loja física da concessionária. Se for constatado que o carro vale menos, será possível pagar novo boleto com o valor de diferença.


A compra ainda pode ser cancelada se você não concordar com a avaliação na concessionária, e o dinheiro pago na entrada é devolvido.

 

OS MAIS VENDIDOS


O Kwid foi o quinto carro mais vendido em março último, com 6.454 unidades comercializadas, conforme o ranking da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA). Na primeira quinzena de abril, o modelo da Renault caiu para a sétima posição - 2.683 carros vendidos. Em março, o Kwid estava atrás do Chevrolet Onix (12.918 unidades), Ford Ka (9.803 unidades), Hyundai HB20 (9.217 unidades) e Prisma (6.616 unidades). Na primeira quinzena de abril, o Prisma foi para a quarta colocação (3.293), e o Toytota Corolla (2.745) e o Volkswagen Polo (2.722) para quinta e sexta posição.

 

GABRIELLE ZARANZA

TAGS