VERSÃO IMPRESSA

Segurança não é caretice

Os acessórios de segurança para motociclistas salvam vidas sem descartar conforto e estilo

01:30 | 19/04/2018

[FOTO1]
Por não ter a mesma estrutura de um carro, os motociclistas estão mais propensos a sofrer graves acidentes. Assim, acessórios de segurança são protagonistas de redução de batida com danos irreversíveis a alguns inevitáveis hematomas. O capacete é o único obrigatório, mas não é o único recomendado: jaqueta, calça, óculos, bota, luva, cotoveleiras e joelheiras são algumas das alternativas que estão à disposição. “Se ele entender que a vida dele está em jogo, ele vai usar esses acessórios”, afirma Vicente Júnior, gerente geral das lojas Clínica dos Capacetes.


Segundo o vendedor Stênio Ferreira da Clínica dos Capacetes, o segundo item mais indicado, depois do capacete, é a jaqueta. Em substituição ao couro, ela já pode ser encontrada em nylon, cordura e poliéster, que são materiais que absorvem menos calor e são mais maleáveis. Geralmente, elas já são equipadas com ombreira, cotoveleira e protetor de coluna. Além disso, já existem jaquetas de airbag. “A jaqueta é presa na moto. Se o motoqueiro for sacado da moto, ela infla e evita maiores danos”, explica Vicente.
[QUOTE1]

Os equipamentos que mais são vendidos na Big Motos, depois dos capacetes, segundo o vendedor Mateus Alencar são joelheiras, cotoveleiras e luvas de proteção. "Também saem muito as antenas, que evitam acidentes quando tem aquelas arraias que crianças soltam, botas de proteção, protetores de pescoço e de coluna. São protetores feitos de fibra de carbono ou até materiais mais resistentes", enumera.


Os reforços também podem ser aplicados na própria moto. “Seria um slide. Ele fica na base frontal. É um acessório que é colocado na altura do motor. Em uma queda, evita que a moto saia arrastando o piloto. Também tem as proteções de carenagem, são barras de ferro, que moldam as carenagens da moto. No caso, na infelicidade de uma queda, vai haver mais espaço entre o solo e a moto para o motociclista ficar protegido”, acrescenta Stênio.

 

O QUE VOCÊ 


PODE USAR PARA SE PROTEGER?


Calça: Com tecido impermeável, o motociclista protege a pele de eventuais quedas e não se molha na chuva. Também podem vir com joelheira embutida. Para lugares frios, ela pode ser forrada.

Bota: É fácil dos sapatos se soltarem em um acidente, deixando os pés vulneráveis. As botas podem possuir proteção para o calcanhar e para os tornozelos.

Joelheira: Se não for comprar a calça, é bom proteger os joelhos, que são pontos fáceis de machucar em uma queda 

LORENA MARCELLO

TAGS