PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Locação e venda

Renata Santos, superintendente comercial da BSPAR Incorporações, fala da vocação do BS Design para atender grandes e pequenas empresas

15/06/2019 01:32:12
Ao investir em certificação, BS Desing atrai empresas com requisitos ambientais, avalia Renata
Ao investir em certificação, BS Desing atrai empresas com requisitos ambientais, avalia Renata (Foto: Deísa Garcêz/Especial para O Povo)

A BSPAR Incorporações lançou o BS Design, primeiro edifício comercial com certificação LEED e Conceito A . Renata Santos, superintendente comercial, explica que o edifício une sustentabilidade e tecnologia em uma localização privilegiada. O empreendimento possui reuso de água, piso elevado, elevadores com sistema KERS (Sistema de Recuperação de Energia Cinética) e dez vagas para carros elétricos.

Em entrevista ao programa Mercado Imobiliário, programa da Rádio O POVO-CBN, Renata conta qual a especificidade da empresa no segmento de salas comerciais e de empreendimento residenciais. 

O POVO - Há uma super oferta de salas comerciais no mercado, e vocês lançam um empreendimento como o BS Design, na avenida Desembargador Moreira. Já tinham lançado o BSPAR, na avenida Santos Dumont com Gonçalves Ledo. O que move a empresa neste setor de salas comerciais, considerando o contexto e a oferta?

Renata Santos - A gente sabe de uma demanda, de um déficit de salas comerciais. As empresas, elas mudam, elas crescem, elas evoluem, passam por ramos distintos, então acaba, realmente, tendo essa mudança de um local de trabalho. E realmente nesse momento Fortaleza está super ofertada de salas comerciais, mas os nossos dois produtos, a gente posicionou de maneira diferenciada. O BS Design, ele está ali no coração da Aldeota, o mercado financeiro está todo ali. Então, realmente, é um corredor financeiro muito importante pro bairro e pra Fortaleza como um todo. A gente também posicionou de uma forma diferenciada o equipamento, daí nem chamamos só de de salas comerciais, porque ali a gente tem o mall, que são 4.200 m² de ABL (área bruta locável), são cinco pavimentos de estacionamento e 1.500 vagas. E Renata, para quê tanta vaga? É uma comodidade para os dias atuais e um espaço para o futuro.

OP - Quando falamos de uma certificação de um prédio ambientalmente correto, falamos de uma consciência da empresa de investir nisso, mas também de uma aposta comercial. A gente pode ter pouca aqui, porque a economia é muito restrita, mas as grandes empresas já seguem essa obrigação? 

Renata - Na época que a gente lançou, em outubro de 2014, a gente falava muito sobre isso. Se vierem grandes empresas para o Ceará, o canto que eles podem colocar seus postos de trabalho é no BS Design por conta das certificações dele. E a gente viu agora se concretizar dessa maneira. A gente está em negociação com algumas grandes empresas, que não está fechado, mas no check-list estava lá, o prédio tem que ser um triple A ou ter certificação LEED. E não é só ambiental, é questão social. 80% do material usado no BS design, ele tinha que ser comprado até X quilômetros do empreendimento, pra mitigar o impacto e gerar toda essa renda social do entorno.

OP - O mercado paga por diferenciais de sustentabilidade?

Renata - Por termos, o conceito do BS Design foi de sustentabilidade e tecnologia. A gente fez com que o empreendimento fosse tecnológico em relação à automação, ao reuso das águas, e a todo sistema de piso elevado. Isso fez com que o condomínio ou a taxa condominial ficasse por R$ 10 o metro quadrado. Então, ele é em torno de 30% a 35% abaixo das outras salas comerciais em Fortaleza. Isso realmente mexe no bolso do consumidor.

OP- Como vocês trabalham as duas frentes, locação e venda? Como identificar onde vender e onde alugar?

Renata - A gente iniciou com o BS Tower, que é o nosso empreendimento comercial. A gente entregou ano passado, e a gente iniciou com um grande plano de saúde aqui em Fortaleza, a Unimed, eles foram para o primeiro andar inteiro e depois levaram outras áreas. A gente entrou com duas locações no sistema BTS (built do suit - construído para servir, em tradução livre). A gente fez a estrutura para eles e eles entraram realmente só com os instrumentos de trabalho. E aí, nesse caso, a gente vendeu depois essa carteira para o investidor. Então a gente tem realmente essa modalidade de grandes locações.

OP- Esse formato é o formato que vocês devem seguir no BS Design? 

Renata - São dois. Eu acredito nesse formato que a gente está continuando no BS Tower. E o BS Design tem essa vocação para grandes empresas. A gente tem duas opções lá, a venda, que é uma prioridade, mas também a locação. A locação de grandes espaços com a gente, diretamente, e a locação de pequenos espaços, de 22 m² a 100 m², fizemos parcerias com imobiliárias daqui e trouxemos nossos cliente que tinham outras necessidades para dentro de casa. Com taxas diferenciadas, desconto no primeiro aluguel. E aí esses clientes estão sendo beneficiados como as pessoas que nos procuram para aluguel.

OP - O prédio de vocês é mais amigável para quem vai ocupar uma laje inteira ou ele tem espaço para salas individuais em grande quantidade?

Renata - A gente fez um mix muito bacana. Tenho salas de 22 m², a laje de 326 m². Juntando com as salas, que elas foram feitas para isso, para formar grandes áreas. Juntando as salas de 22 m² com as 30 m², você consegue formar em um corredor só 800 m² e tem as lajes pontes no meio, com 150 m², as salas corporativas. A gente tem empresas que estão em uma sala, duas salas, em quatro, dez. Realmente, o BS conseguiu botar grandes empresas e pequenas empresas no mesmo formato, no mesmo ambiente e com o mesmo padrão.

OP- O mercado mira quando fala em economia de casa, em uma área não verticalizada. No Eusébio é consolidado. Você enxerga algum bairro, como Maraponga e Mondubim, como uma possibilidade futura de se firmar como esse caminho para residencial horizontal?

Renata - Geograficamente, quando a gente analisa, como você está dizendo, o bairro Dunas. A caminho da Praia do Futuro, ali é uma área ainda a ser muito explorada, uma área cheia de terras. Há muitos terrenos independentes das Dunas, ao redor, no caminho da Santos Dumont. Acredito que nesse momento teríamos que esgotar primeiro essas áreas para depois pensar em outras, como Maraponga e Mondubim.

OP - Qual é o comportamento do comprador hoje, quando ele vai conversar com vocês? 

Renata - Ele é muito mais bem informado. A gente não tem mais aquela compra por impulso, eu até acho melhor. Ele faz uma compra mais qualificada, procura o melhor produto. Ele vê questões de banco, taxa de financiamento, e isso gera menos desistência no futuro.

Clique na imagem para abrir a galeria

PERSONALIZAÇÃO

Os empreendimentos da BSPAR são entregues com isolamento acústico e térmico, segundo Renata Santos. No BS design, as paredes são drywall triplas. "A gente tem uma área de personalização, formada com arquitetos e técnicos. Então a gente pega o projeto do cliente e faz de acordo com o que seja possível", informa.

 

NÚMEROS

7

É o número total de empreendimentos prontos para morar da BSPAR

4.500 m²

É o número total de ABL (área bruta local) do BS Design

2

Grandes restaurantes já fecharam pontos de venda no BS Design (Tio Armênio e Santa Grelha)

 

Mercado Imobiliário

Confira o programa na íntegra em https://bit.ly/2WFWjWA

 

Ingrid Jales