PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

À procura da fórmula do sucesso

Durante três dias vivi a imersão do treinamento Método Cis, do coach Paulo Vieira. Foi ao mesmo tempo empolgante e exaustivo

01:30 | 09/07/2018

Paulo Vieira faz selfie com o público do Método Cis, em Fortaleza Divulgação
Paulo Vieira faz selfie com o público do Método Cis, em Fortaleza Divulgação
 

Era sexta-feira, 29/7, de manhã quando cheguei ao Centro de Eventos de Fortaleza. Fui com uma amiga e colega de trabalho também credenciada como imprensa para acompanhar o treinamento que divide opiniões. De um lado, verdadeiros seguidores dos conteúdos e ideias propagadas pelo escritor e mastercoach Paulo Vieira. De outro, uma turma que não compartilha e rejeita as ideias do já famoso Método Cis. Ali no Centro de Eventos, as 3.400 pessoas na plateia fazem parte do time de seguidores das ideias de Paulo Vieira e pagaram a partir de R$ 1.500 para três dias de imersão. Fui a única a não levantar os braços quando ele perguntou ao microfone headset quem já havia assistido a algum de seus vídeos ou lido seus livros. Mas levantei a mão outras dezenas de vezes.

Quem aqui quer uma vida de abundância? Quem aqui quer dobrar, triplicar seu faturamento? Quem quer uma família feliz? Quem quer equilíbrio emocional? Paulo Vieira conta histórias, as da vida ideal que ele diz ter atingido, as de quem saiu do fundo do poço consumindo seus conteúdos, as de gente que está na plateia e tem memórias tristes. Tão tristes que a multidão enxuga as lágrimas.

&nsbp;
Uma estrutura clean e eficiente de música, áudio, imagem e iluminação conduz as emoções do público. Tudo é milimetricamente calculado para acessar a emoção humana. Tem até uma dancinha: "a emoção se concentra na carne...".

No palco, um Paulo Vieira cheio de força física, fala alto, baixinho, grita, pula, corre de um lado pro outro, pede aplauso e rejeita também. Parece incansável. Uma performance de atleta. Mas o discurso de Paulo Vieira não é livre. Está enquadrado em um conservadorismo que pode ser categorizado como religioso, excessivamente rigoroso, em alguns momentos até machista.No entanto, no primeiro dia, Paulo sugere que o público monte um mosaico com as informações que ele vai transmitir. O que não for bom pra cada um que fique de fora do mosaico. E de fato, há muita coisa de fora, mas outras tanto capazes de desenhar algo de bom. Gratidão, autoconhecimento, perdão e alegria de viver são verdades em todo caminho de abundância.

Não há contraindicação. O treinamento tem o mérito de fazer muitas pessoas acreditarem mais em si mesmas, tirarem de dentro de si a versão herói aprendiz, como define o coach.O que não convence muito é o percurso pelo qual o Método Cis condiciona a galgada ao sucesso, à vida ideal. Paulo Vieira faz uma modalidade de hipnose coletiva, que ele avisa não ser hipnose, mas que parece igual, e em forma de atacado cada um acessa suas memórias de dores, traumas ou medos da infância. Dali ele conduz a um processo de perdão. Horas depois a plateia está pulando, feliz e vigorosa gritando - literalmente - o que deseja afirmar que é.Me questiono sobre o que vem depois para quem abriu um baú de muitas memórias. O que fazer com elas? Como resignificá-las para ser de fato leve? Comprar mais alguns dos cursos de Paulo Vieira que são vendidos com todo vigor pelo coach não parece ser um caminho tão livre. Não há lanterna para um processo de interiorização de fato. Também não reconheci nas quase 500 horas de curso a nova família brasileira. Onde está a mãe solteira, a comunidade LGBT, o padrasto e a madrasta? No segundo dia de treinamento enviamos esta pergunta escrita em papel, via monitores, para Paulo Vieira, mas não tivemos resposta.Às quatro horas da manhã de segunda-feira, saindo do Centro de Eventos, sem ter em mãos uma fórmula do sucesso que irei compartilhar, ganhei pelo menos um gás extra para acreditar com todo meu coração que o melhor ainda está por vir. 

Método Cis

Método Cis que dizer Coaching Integral Sistêmico. Em Fortaleza foi realizada a turma 191. Os próximos agendados são: Cis 193, em Curitiba, de 3 a 5 de agosto; Cis 194, no Rio de Janeiro, de 21 a 23 de setembro; Cis 195, em São Paulo, de 19 a 21 de outubro; Cis 196, em Brasília, de 16 a 18 de novembro; Cis 197, em Belo Horizonte, de 14 a 16 de dezembro.

PAULA LIMA