VERSÃO IMPRESSA

União no mercado imobiliário

Leopoldo Cabral e Mariana Pinto são especialistas em trâmites imobiliários, desde a consultoria como corretores até elaboração de contratos e pós-vendas

01:30 | 21/05/2018

[FOTO1]

 
Um administrador e uma advogada, ligados pela paixão pelo mercado imobiliário. O casal Leopoldo Cabral, 31, e Mariana Pinto, 30, se conheceram quando trabalhavam em uma imobiliária de grande porte, mas há um ano e meio uniram suas marcas em um só escritório, com o nome dos dois.
 

O atendimento aos clientes passa pelo acompanhamento dos corretores de imóveis, ampliado pelos conhecimentos acadêmicos de ambos. “Eu sempre gostei de Direito Imobiliário, mas nunca quis atuar como advogada. Foi quando eu conheci o mundo dos imóveis e gostei muito, isso me despertou realmente para ser corretora de imóveis”, conta Mariana.
 

Há 12 anos no mercado imobiliário, Leopoldo passou pelas funções de estagiário, corretor de imóveis, coordenador de vendas, coordenador de incorporação e superintendente de vendas. Agora, com a parceria de Mariana tanto a nível pessoal como profissional, criou o termo “Digital Imob Influencer”. “O nosso conceito é trazer um diferencial em atendimento, em velocidade, exclusividade, negócios juridicamente perfeitos, garantindo mais comodidade. Nós não queremos ser imobiliária, nós somos um escritório em que dois corretores conseguem fazer a diferença em resultado e, principalmente, na realização do sonho do cliente”, explica ele.
 

Ser “Digital Imob Influencer” é captar todos os tipos de público, “dos formais aos mais descolados”, por meio das redes sociais, define Mariana. “Qualquer dúvida que o cliente tem em relação a contrato, documentação, tudo é com a gente. Notamos que isso traz uma segurança maior. O cliente sabe que está lidando com pessoas que vão lhe dar atenção do começo ao fim do processo”, revela.
 

A primeira fase de funcionamento do escritório gerou um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 30 milhões, com 46 unidades de tíquete médio de R$ 800 mil comercializadas. A dupla trabalha com locação, mas o foco ainda é a venda de imóveis de médio e alto padrão, em Fortaleza e no Eusébio.
[QUOTE1] 

Cursos de documentação cartorária, de avaliação de imóveis e de vendas, no Centro de Treinamento e Desenvolvimento (Cetrede), por exemplo, fazem parte da rotina do casal. Em Orlando, Leopoldo e Mariana fizeram uma consultoria com Júnior Machado, referência internacional no mercado. “Eu acho que é uma pirâmide, conhecimento em primeiro lugar, conseguir agilizar o mais rápido possível e terminar com o resultado. O profissional hoje só vai conseguir ser bem sucedido se ele trabalhar nessas três áreas”, aponta Leopoldo.

 

BONS VENTOS
 

O QUE É PRECISO PARA TRABALHAR COMO CORRETOR DE IMÓVEIS?
 

Leopoldo: Eu acredito que a habilidade hoje essencial é o timing, os clientes estão cada vez mais carentes de tempo, então quando você consegue trabalhar de uma forma juridicamente perfeita, encontrar a necessidade do cliente em um tempo mais rápido possível, é a pessoa que vai sair na frente. O profissional que vai ser campeão, que vai conseguir o resultado.
 

Mariana: É isso, a gente tenta não trabalhar com vários clientes em um mesmo momento, tenta resolver o problema daquele cliente para poder passar para outro. 

QUAIS SÃO OS MAIORES DESAFIOS PROFISSIONAIS DE VOCÊS?

Mariana: Ano passado a gente viveu um desafio muito grande, apesar do número alto, que conseguimos, foi realmente bem desafiador. O mercado imobiliário ficou um pouco mais difícil, acho que só ficaram os bons, só ficou aquele (cliente) que realmente confia no seu trabalho. Os nossos clientes do ano passado que não fecharam negócio com a gente estão voltando esse ano. Estamos muito feliz porque sabemos que plantamos alguma coisa que fez com que esse cliente, dentre todos os corretores, escolhessem a gente. 

Leopoldo: O nosso maior desafio hoje é a concorrência desleal. O corretor hoje é muito mais que uma pessoa que está fazendo a transação entre o imóvel e o proprietário. É um profissional que presta uma consultoria. O que mais dificulta hoje o mercado imobiliário são as pessoas que agem ilegais na profissão, que não têm o Creci, não fazem parte do conselho.  

MULTIMÍDIA

Assista ao vídeo do Perfil Profissional em: https://bit.ly/2Fq8ZYK

[VIDEO1] 

TAGS