PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Tasso garante permanência no PSDB e lança Carlos Matos à Prefeitura

| CONVENÇÃO | Declarações do tucano foram dadas em evento do PSDB na Assembleia. Tasso disse que o partido vai apresentar Carlos Matos para 2020

11/05/2019 01:31:56
SENADOR Tasso Jereissati:
SENADOR Tasso Jereissati: "Temos candidato, e é o Carlos Matos" (Foto: ALEX GOMES/ ESPECIAL PARA O POVO)

O senador tucano Tasso Jereissati lançou ontem o ex-deputado estadual Carlos Matos como pré-candidato à Prefeitura de Fortaleza no ano que vem. O anúncio foi feito durante a convenção local do PSDB que oficializou os nomes de Matos e do ex-senador Luiz Pontes à frente das executivas da legenda na Capital e no Ceará, respectivamente.

"Todos os municípios do Ceará devem ter renovação grande (em 2020), e estamos preparados", disse Tasso. "Temos candidato, e é o Carlos Matos."

Questionado se o partido descartava uma aliança com o deputado federal e pré-candidato ao Paço Capitão Wagner (Pros), Tasso respondeu que não. "Temos candidato, mas as conversas vão acontecer. Capitão Wagner tem sido um aliado e contamos com ele para estarmos aliados também."

Wagner e Tasso estiveram lado a lado na disputa pelo Governo do Estado em 2018, na qual Camilo Santana (PT) venceu com folga o então social-democrata General Theophilo, hoje integrante da equipe do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Ao lado do senador, Carlos Matos, que preside agora o diretório municipal, admitiu que "pensar a cidade é um desafio novo, e eu abraço". O ex-deputado já fala em tom de campanha.

"Nós temos uma responsabilidade grande de dar uma resposta em Fortaleza. A cidade continua com desafios gigantes", avaliou. "Somos a 9ª cidade em violência do mundo. E ter boas políticas públicas é uma das marcas do PSDB."

Recém-empossado presidente da legenda no Estado, Luiz Pontes afirmou que o PSDB tem um desafio: "Hoje no Ceará nós vamos começar a reconstruir o PSDB por Fortaleza".

Segundo o dirigente, a "condição básica" dessa reconstrução da agremiação "é a pré-candidatura do Carlos Matos", tese defendida por ele e aceita pela maioria dos correligionários. "A candidatura do PSDB abre um leque de opções no Ceará. O nome do Carlos Matos enriquece a disputa."

Para tanto, Pontes planeja uma série de ações do partido previstas para o mês de junho, como caminhadas por bairros e conversas com moradores de todas as regiões da capital cearense. Essa agenda está sendo construída em parceria com o ex-deputado Francisco Caminha, presente à convenção.

No mesmo evento, realizado na Assembleia Legislativa, Tasso Jereissati também afastou qualquer possibilidade de deixar o partido, apesar do avanço do governador de São Paulo, João Doria, que deve emplacar o presidente nacional do PSDB em convenção nacional, marcada para 31 deste mês. O gestor paulista tenta aproximar os tucanos do governo Bolsonaro.

Tasso assegurou, porém, que o PSDB preservará autonomia em relação ao Planalto. "Nós somos independentes. Temos alguma identidade (com as bandeiras econômicas), mas nas outras coisas temos distância", declarou o parlamentar.

E citou então o decreto que flexibiliza o porte de armas no País, editado por Bolsonaro na última terça-feira e agora sob fogo cerrado do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF). "Sou contra o decreto. Quanto menos armas, melhor." (colaborou Gabriel Lopes)

Centro

Durante convenção estadual do PSDB, o senador Tasso Jereissati enfatizou que o partido deve se afastar dos extremos, que, para ele, são representados por PT e PSL hoje. Tucano foi aplaudido.

 

Henrique Araújo

TAGS