PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Maia e Alcolumbre recebem Frente Nordestina na terça

| DEFESA DO BNB | A mobilização de deputados que começou no Ceará ainda terá agenda com Onyx Lorenzoni

11/04/2019 02:18:18
Reunião na Assembleia do Ceará marcou mobilização política em defesa do BNB
Reunião na Assembleia do Ceará marcou mobilização política em defesa do BNB (Foto: Marcos Moura/Divulgação)

Presidentes de assembleias legislativas do Nordeste e demais deputados estaduais terão reunião na próxima terça-feira, 16, em Brasília, com os comandantes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Há ainda a tentativa de audiência com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Ele receberá documento dos nordestinos e será convidado a assiná-lo, comprometendo-se com a permanência do modelo atual da instituição, sem incorporação ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ou privatização.

Estes encontros, até aqui, serão os principais da agenda dos parlamentares que saíram em defesa de órgãos federais considerados caros à Região. Além do principal deles, o Banco do Nordeste (BNB), estarão em pauta a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), José Sarto (PDT), afirmou em coletiva que o encontro com Maia será 12 horas e com Alcolumbre, às 15h.

Segundo o pedetista, muito se tem especulado sobre a questão. A reunião, portanto, dirá se a fusão da instituição ou a retirada do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), hoje sob alçada do BNB, são intenções reais do Palácio do Planalto.

Ainda segundo José Sarto, articula-se a presença de boa parte da bancada federal nordestina. No total, 151 deputados federais e 27 senadores.

Coordenador da bancada cearense na Câmara dos Deputados, Domingos Neto (PSD) dividiu voo com Maia ontem e conversou sobre a questão. Os dois foram a Nova Iorque, nos EUA, para o Brazil Conference, que debate economia. Embora ressalte a importância da união entre políticos do Nordeste, Neto diz ter certeza de que o BNB permanecerá como está.

"O próprio Paulo Guedes me disse, na semana passada, que o tema não está nem em estudo pelo Governo Federal, porque sabe que a bancada nordestina não aceitaria", assegura.

Conforme Domingos Neto, o momento será propício para defender o fortalecimento do BNB e do Dnocs. Ele avalia que o órgão sob guarda-chuva do Ministério do Desenvolvimento Regional "já vem sendo precarizado há alguns anos, precisamos trabalhar para a reestruturação". O deputado federal cearense Júnior Mano (PR) diz ter escutado o mesmo aceno vindo de Guedes e de Maia.

Presidente da Assembleia do Maranhão, Othelino Neto (PCdoB) acredita que Alcolumbre, da região Norte, e Maia, que tem se mostrado sensível ao pleito da Frente, serão importantes aliados para articulação.

Carlos Holanda

TAGS