PUBLICIDADE
Jornal

Aéreas com problemas prejudicam passageiros no CE

Aeroportos. Na Capital e Interior

13/03/2019 02:12:39

Os passageiros cearenses estão enfrentando problemas com empresas aéreas. Desde que entrou em processo de recuperação judicial, a Avianca deixou de operar a rota Juazeiro do Norte-Brasília. Quem precisa sair do Cariri rumo à capital do País precisa voar até Fortaleza, Recife ou São Paulo.

Outro exemplo de transtorno ocorreu após suspensão do uso da aeronave Boeing 737 MAX 8 pela Gol. Segundo informações do Blog do Eliomar, ontem, voos de Orlando e Miami, que deveriam aterrissar no Aeroporto Internacional Pinto Martins, por volta das 7h15min, acabaram cancelados na origem, com passageiros, de acordo com a empresa, sendo acomodados em outras aeronaves.

Já o voo 7732, que decolaria para Miami às 8h35min de ontem foi cancelado, mas o voo 7654, com destino a Orlando, decolou normalmente, a partir das 8h50min. Isso, porque houve troca da aeronave. Saiu o Boeing Max 8, entrou o Boeing 737-800, que deixou Capital com mais de 100 passageiros.

Além da brasileira Gol, na Europa, Turkish Airlines decidiu suspender a operação do modelo Boeing. Por meio de comunicado, o executivo-chefe da companhia, Bilal Eksi, diz que todos os voos com o modelo estão suspensos até que a incerteza sobre seu funcionamento seja esclarecida.

Mesma decisão foi tomada pelo governo da Itália ao determinar que todas as aeronaves desse modelo devem ficar em terra. Acompanharam a decisão também Reino Unido, Austrália, Malásia, Cingapura, Omã, Irlanda e outros.

Enquanto isso, o Canadá ainda informou que não tem planos imediatos de adotar essa medida. O país busca mais informações sobre a causa do acidente de domingo da Ethiopian Airlines, que vitimou 157 pessoas. O acidente na Etiópia ocorreu menos de seis meses depois que outro Boeing 737 MAX 8 caiu na Indonésia, reforçando preocupações sobre a segurança do modelo. (Com Agência Estado)