PUBLICIDADE
Jornal

AL-CE abre trabalhos com presença de Camilo e articulações de blocos

| COMISSÕES | Reuniões internas com a participação do presidente da Assembleia, José Sarto, devem ocorrer ao longo desta semana

PRESENÇA DE CAMILO é esperada hoje na Assembleia
PRESENÇA DE CAMILO é esperada hoje na Assembleia

Ocorre durante a manhã de hoje, às 10 horas, a primeira sessão da nova legislatura da Assembleia Legislativa do do Ceará, empossada na última sexta-feira, 1º. Na abertura dos trabalhos, o governador Camilo Santana (PT) estará presente para apresentar metas de gestão.

Com a Mesa Diretora montada, os deputados voltam atenção para a formação de blocos partidários, já que as uniões viabilizam espaços nas comissões da Casa, por onde tramitam projetos de lei.

O deputado estadual Acrísio Sena (PT) diz que as tratativas com o PCdoB, que tem dois parlamentares nesta legislatura, estão avançadas, faltando apenas "bater o martelo". O petista fala ainda que o PT mantém as pretensões em Educação, com ele na presidência, e em Desenvolvimento Agrário ou Orçamento, com Moisés Braz.

Caso se unam, o bloco com PT e PCdoB terão seis deputados. "Há possibilidade de diálogo também com o MDB", acrescenta Sena. Ao lado do PT, o MDB tem a segunda maior bancada do parlamento, com quatro eleitos. Conforme o deputado Walter Cavalcante (MDB), a legenda definirá as próprias intenções hoje, em reunião interna. Ele adianta, entretanto, que não pretende presidir comissão, mas ser membro do colegiado de Orçamento.

A sigla terá os pleitos dos emedebistas Leonardo Araújo e Agenor Neto que almejam presidir comissões. Cavalcante minimiza a necessidade de blocos, já que eventual união, avalia, não alteraria significativamente este quadro.

"A gente tem essa semana e a outra para dar aquele 'toque final', que como tem 16 deputados novos, a gente vai ver quais são as posições que eles gostariam de ocupar, até pra oxigenar mais", argumenta.

O deputado estadual Julinho (PPS) diz que conversará com PDT, PT, PP e Patriota. Se não formalizar blocos, é possível ainda a concessão de partidos por meio de acordos. Ele ressalta que conversará com o presidente da AL-CE, José Sarto (PDT), sobre os espaços de atuação reservados a ele. Na oportunidade, questionará se o entendimento de rotatividade se aplica somente à Mesa ou às comissões. Como quer a CCJR, o retorno de Sarto será importante, já que Sérgio Aguiar (PDT) é favorito para seguir na titularidade deste colegiado. Julinho também procurará o deputado.

Carlos Holanda

TAGS