Participamos do

Comitiva presidencial chega hoje a Davos para Fórum Econômico

| suíça | Encontro será a estreia internacional de Jair Bolsonaro, que pretende reforçar reformas e discurso anticorrupção
01:30 | Jan. 21, 2019
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

[FOTO1]

Com uma agenda voltada para a defesa da abertura econômica, do combate à corrupção e do compromisso com a democracia, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) embarcou na noite de ontem para Davos, na Suíça, onde participará do Fórum Econômico Mundial. A viagem demarca a estreia de Bolsonaro no Exterior. 

[SAIBAMAIS]

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Ele viajará acompanhado dos ministros da Economia, Paulo Guedes; das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

 

Em sua 39ª edição, o Fórum Econômico Mundial reúne, a partir de amanhã, a elite política e econômica global para discutir a conjuntura mundial e estimular a cooperação entre governos e o setor privado. Em Davos, o governo pretende vender a empresários e a políticos a imagem de que a economia brasileira está se modernizando, com abertura comercial, segurança jurídica para os investidores externos e reformas estruturais.

 

O presidente Jair Bolsonaro e sua comitiva decolaram pouco depois das 22 horas de ontem, para Zurique, na Suíça - com escala em Las Palmas, nas Ilhas Canárias. O destino final é a pequena cidade de Davos, nos Alpes suíços.

 

Na Base Aérea de Brasília, Bolsonaro cumpriu a formalidade de transmitir o cargo de presidente para o vice Hamilton Mourão. Eles se abraçaram e tiraram uma foto em frente à bandeira nacional.

 

Já na pista de decolagem, o presidente tirou uma foto com o filho, o deputado reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que o acompanha na viagem.

 

Nas redes sociais, Bolsonaro escreveu que, "em alguns instantes", embarcaria para sua "primeira missão fora do país". E concluiu: "Um grande momento para o Brasil que almejamos: grande, respeitado e próspero. Que Deus nos abençoe nessa viagem!".

 

Eduardo Bolsonaro, por sua vez, escreveu nas redes sociais que o pai vai apresentar "seus planos para resgatar o Brasil", enquanto ele pretende falar "sobre o problema migratório de venezuelanos na fronteira com Roraima".

 

O desembarque em Zurique está previsto para as 11h30min de hoje, pelo horário de Brasília. O retorno está marcado para a manhã da sexta-feira, 25. 

 

(Com agências)

 

Presidente

 

BOLSONARO EM DAVOS 

 

PRIMEIRO CHEFE de Estado latino-americano a discursar na abertura da sessão plenária do Fórum Econômico Mundial, em Davos, amanhã, o presidente Jair Bolsonaro foi convidado para a reunião do International Business Council (IBC). O IBC se propõe a identificar os aspectos de negócios globalmente relevantes e desenvolver soluções práticas. É um órgão consultivo do fórum.

 

TODOS OS ANOS, o IBC seleciona um chefe de Estado ou de Governo para participar de uma conversa com os 100 CEO's (empresários) de destaque no cenário mundial.

 

BOLSONARO TAMBÉM fará o discurso de abertura no jantar da América Latina e receberá 50 CEO's selecionados para um almoço sobre o Brasil. Haverá ainda um jantar do fundo de investimentos BlackRock.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente