PUBLICIDADE
Jornal

Em Fortaleza, Rodrigo Maia trata de segurança e reeleição

| CÂMARA DOS DEPUTADOS | Em busca de consolidar apoios, o presidente da Casa teve encontros com Camilo, Cid Gomes e deputados cearenses

RODRIGO MAIA caminhou com parlamentares do Palácio da Abolição até a residência de Domingos Filho, onde foi servido jantar
RODRIGO MAIA caminhou com parlamentares do Palácio da Abolição até a residência de Domingos Filho, onde foi servido jantar

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), esteve ontem em Fortaleza, no Palácio da Abolição, para encontro com o governador Camilo Santana (PT) e deputados federais cearenses eleitos, reeleitos e até os que não conseguiram vitórias nas urnas. Dos 15 parlamentares presentes, todos teriam afirmado apoio a Maia na sucessão da Câmara.

A conversa teve início às 16h15min e durou cerca de uma hora. Na saída do Palácio, ao O POVO, Maia afirmou que a construção de um consenso em torno de um nome é sempre difícil. "Mas construí uma boa relação com os que ficam e construí uma relação com os que estão chegando e (vou) me apresentando", disse Maia, acrescentando que encontrou Cid Gomes, com quem iniciou conversas sobre a próxima legislatura.

Como argumento para reeleição, ele utilizou os dois anos à frente da Casa para afirmar equilíbrio e pluralidade na forma de comandar as atividades da Casa. Após encontro com governador, os deputados seguiram, a pé, em direção a casa de Domingos Filho (PSD), que serviu jantar.

Responsável pela visita do demista, o deputado federal Domingos Neto (PSD) diz que a presidência da Câmara nas mãos do atual presidente pode ser importante ao Ceará. "Cinturão das Águas, por exemplo, metrô, são diversas as ações do Estado com participação federal".

Presente no encontro, o líder do PDT na Câmara dos Deputados, André Figueiredo, afirma que hoje ocorrerá reunião em Brasília com líderes do PSB e PCdoB, com intuito de fechar questão sobre apoio a Maia. O PDT, que se definiu na direção de Maia, aguarda ainda as duas siglas para confirmar, de fato, a adesão.

"A gente vai saber, mas o PCdoB já apoiou o Rodrigo na eleição passada, inclusive contra a minha candidatura. (...) PCdoB tem uma sinergia grande com Rodrigo, mas vamos aguardar".

Figueiredo classifica a reunião em Fortaleza como extremamente positiva. Dos 15 parlamentares eleitos presentes, diz, todos apoiarão Maia - Ronaldo Martins (PRB) e Aníbal Gomes (DEM), não eleitos, também compareceram. José Guimarães, Luizianne Lins, José Airton, todos do PT, além de Capitão Wagner (Pros), Roberto Pessoa (PSDB), Heitor Freire (PSL) e Moses Rodrigues (MDB) não estiveram na reunião. O emedebista, entretanto, esteve em jantar na casa de Domingos Filho (PSD).

Na residência de Filho, Maia afirmou em coletiva que, se seguir na presidência da Câmara, um das principais questões a serem postas em marcha é a Reforma da Previdência. "O grande desafio é discutir despesas. O Brasil gosta muito de discutir projetos, mas quem é que vai pagar isso?".

Maia disse ainda que, mesmo em meio à crise de segurança pública, Camilo é um dos melhores governadores do País. "Trouxe projeto de lei do ministro do Supremo, que fez para a Câmara dos Deputados, sobre enfrentamento ao crime organizado. Acho que a legislação pode e deve ajudar". Para Maia, os exemplos deixados por Camilo na área, de enfrentamento, podem ser reproduzidos por outros estados.

Carlos Holanda

TAGS