Ex-deputado Sigmaringa Seixas morre aos 74 anos
PUBLICIDADE

VERSÃO IMPRESSA

Ex-deputado Sigmaringa Seixas morre aos 74 anos

2018-12-26 01:30:00

Morreu ontem no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o advogado e ex-deputado federal pelo Distrito Federal e constituinte Luiz Carlos Sigmaringa Seixas, aos 74 anos. Ele sofria de leucemia.

 

No Twitter, o presidente Michel Temer lamentou "imensamente a morte do grande advogado e homem público, Sigmaringa Seixas". Segundo o presidente, o ex-parlamentar era "um lutador pela democracia brasileira".

 

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, lamentou o ocorrido também no  Twitter. "Com tristeza imensa acabei de saber da morte de nosso grande e querido companheiro Sigmaringa Seixas. Lutador incansável pela justiça e pela democracia em nosso País", afirmou Gleisi. "Solidariedade à família e amigos", acrescentou.

 

Sigmaringa Seixas era identificado com a defesa dos direitos humanos. Foi filiado ao PMDB, ao PSDB e ao PT. O advogado atuou na defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo relativo ao triplex no Guarujá (SP).O presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, rememorou a atuação de Sigmaringa na OAB-DF, na Comissão Brasileira de Justiça e Paz e no Comitê Brasileiro de Anistia a época da ditadura cívico-militar, e classificou a trajetória de Sigmaringa de "memorável".

 

Sigmaringa foi consultor da Anistia Internacional, membro da Comissão Brasileira de Justiça e Paz e vice-presidente do Comitê Brasileiro de Anistia na capital federal. Formado em Direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF), foi advogado de presos políticos durante o regime militar. O ex-parlamentar deixa esposa e dois filhos. 

 

(Das agências)

 

TAGS