Participamos do

Bate-pronto com Fernanda Pacobahyba, primeira mulher a comandar a Sefaz no Ceará

Indicada secretária da Fazenda do segundo governo Camilo Santana, Fernanda Pacobahyba comenta as diretrizes para a gestão fiscal do Ceará
01:30 | Dez. 29, 2018
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

[FOTO1]O POVO - Qual a prioridade da senhora na Sefaz

Fernanda Macedo Pacobahyba - Aguardamos ainda uma conversa com o governador para definir diretrizes, mas vamos promover diálogo. Nossa preocupação é ter uma gestão marcada pelo sucesso e preparada para novos desafios.

OP - Qual é a viabilidade de uma reforma tributária ano que vem?

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Fernanda - Vamos ver o que será possível. Uma reforma ampla talvez não seja possível.

OP - Como recebeu o convite para a Fazenda?

Fernanda - Foi uma surpresa. Até pelo fato de ser cearense, é uma honra muito grande (chefiar a Sefaz). E também pelo fato de ser mulher. Fui da primeira turma de mulheres oficiais de carreira da Aeronáutica. E agora serei a primeira titular da Secretaria da Fazenda do Ceará.

[SAIBAMAIS]OP - Como avalia os gestores da Sefaz?

Fernanda - São duas pessoas de excelente formação. João tem ideias maravilhosas, é um chefe incrível. Mauro (Filho, ex-titular da pasta e agora à frente do Planejamento) é um político sem defeitos, uma pessoa excelente.

OP - Como vê a participação feminina no governo?

Fernanda - As mulheres têm um diferencial. É outro olhar. E o mundo está em mudança com o empoderamento. O feminino tem características próprias que são valorizadas, como a empatia. São valores prestigiados atualmente. Isso certamente vai ser importante na área da tributação.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente