Participamos do

Bolsonaro vence em 16 Estados e no DF; Haddad ganha no Nordeste e Pará

| POR ESTADO | Ciro venceu votação presidencial no Ceará e foi o 3º mais bem votado no País. O pedetista foi 2º no Rio de Janeiro e na capital federal
01:30 | Out. 08, 2018
Autor Cláudio Ribeiro
Foto do autor
Cláudio Ribeiro Repórter do Núcleo Data.doc
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
[FOTO1]

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) sedimentou sua votação expressiva de primeiro turno com vitórias ontem nas urnas de 16 estados e do Distrito Federal. O capitão reformado do Exército saiu derrotado apenas nos nove estados nordestinos e, no Norte, apenas no Pará.

 

Sua pior colocação, um terceiro lugar, foi justamente no Ceará, onde Ciro Gomes (PDT) foi o vencedor e Fernando Haddad (PT) terminou como segundo colocado. Porém, mesmo no Nordeste, o principal reduto petista, Bolsonaro foi segundo em oito dos nove Estados.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

 

Entre os cearenses, a onda bolsonarista fez um candidato do PSL, André Fernandes, de apenas 20 anos e novato em disputa, terminar como o campeão de votos para a Assembleia Legislativa cearense.

 

Os maiores índices obtidos por Bolsonaro foram em Santa Catarina (65,82%), Roraima, Acre e em Rondônia. Entre os catarinenses, o capitão chegou a ter mais de 50 pontos de vantagem sobre o petista. Em alguns colégios eleitorais importantes, apoiadores do militar alcançaram a disputa do segundo turno como candidatos aos governos locais. Foi o caso de Wilson Witzel (PSC), no Rio de Janeiro, e João Dória (PSDB), em São Paulo.

 

Onde saiu vitorioso, Fernando Haddad conseguiu a maior dianteira no Piauí, no Maranhão e na Bahia. Apenas Ciro Gomes, com a votação cearense, quebrou a liderança polarizada de votos entre o petista e o capitão. Ciro foi segundo lugar no Rio de Janeiro e no Distrito Federal, mas terminou apenas em quarto no Acre e em Roraima.

 

Nas pesquisas de boca de urna divulgadas na noite do último sábado pelos dois principais institutos, a diferença nacional de votos válidos apontada era menor tanto para o candidato do PSL como para o do PT. No Ibope, Bolsonaro aparecia com 41% e Haddad estava com 25%. O Datafolha dava 40% para Bolsonaro e 25% para Haddad.

 

O voto de ontem também revelou um feito do candidato Cabo Daciolo, do Patriota. Fenômeno nesta eleição em memes que viralizaram nas redes sociais, Daciolo teve desempenho surpreendente no Ceará e em Pernambuco. Chegou ao quarto lugar na votação. Superou até a votação do tucano Geraldo Alckmin, quarto colocado geral no País. Na Paraíba e Rio Grande do Norte, o militar bombeiro do Rio de Janeiro ficou em quinto.

 

Da parte de baixo da tabela dos votados, Henrique Meirelles (MDB) registrou um quarto lugar no Maranhão. No seu estado, o Paraná, Álvaro Dias (Podemos) teve sua melhor colocação - terminou em quarto. Nas urnas do exterior, com quase 93% da apuração, João Amoêdo (Novo) foi o quarto mais bem votado. Bolsonaro venceu, Ciro foi o segundo e Haddad o terceiro.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente