Participamos do

The Economist

01:30 | Set. 21, 2018
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Ao destacar Jair Bolsonaro na capa, o The Economist aponta que, "Com a vitória de Bolsonaro, um populista de direita, o Brasil corre o risco de tornar tudo pior. Ele é uma ameaça para o Brasil e para a América Latina." Das dez notícias mais compartilhadas durante o dia político, seis eram sobre a matéria de capa da revista inglesa. Na web, os bolsonaristas fizeram pouco da notícia, e chamaram a publicação de "The Ecommunist".

 

NOVA YORK

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Compartilhei a reportagem, e percebo que muitos criticam sem sequer ler o texto. Revista tem 175 anos, é o bastião do liberalismo econômico na imprensa mundial. Associar à esquerda demonstra ignorância. É tradicionalmente direita liberal" (@GugaChacra, correspondente da Globo em NY).

 

INTERNACIONAL

Além das famosas do Brasil, a campanha contra Bolsonaro #eleNão, teve adesão da atriz e drag americana Shangela (Ru Paul's Drag Race, Glee e Arquivo X), e do ator e músico mexicano Alfonso Herrera (das séries Sense 8 e O Exorcista). Juntos, geraram 50 mil interações no Twitter.

 

Patrícia Pillar

Em vídeos que já totalizam 2,1 milhões de visualizações (entre Instagram, Facebook e Twitter), Patrícia Pillar declara apoio a Ciro Gomes e desmente agressão ("Isso é totalmente falso") e relata uso indevido de sua imagem. Apoiada na web, já foram mais de 166 mil interações em suas redes sociais.

 

UNICEF

Série de tuítes da @unicefbrasil ajuda o eleitor a perguntar aos 13 presidenciáveis: "Como evitar que 31 meninos e meninas morram por dia no Brasil?" Basta clicar no link do candidato, que a pergunta já é automaticamente encaminhada, via Twitter, assinado com a hashtag #MaisQuePromessas.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente