Participamos do

Centrão já discute opção em segundo turno sem Alckmin

Cenário sem PSDB. Aliados
01:30 | Set. 25, 2018
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

 

Fiador da candidatura de Geraldo Alckmin à Presidência, o Centrão formado por DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade já discute nos bastidores como será um eventual 2º turno sem o tucano. Em público, no entanto, seus dirigentes afirmam acreditar em uma "virada" no jogo e negam essas conversas.

Pesquisa Ibope divulgada ontem aponta o candidato do PSL Jair Bolsonaro na liderança, seguido do petista Fernando Haddad. No bloco intermediário, Alckmin fica atrás de Ciro Gomes (PDT).

Se Bolsonaro for para o 2º turno, a tendência é que pelo menos o DEM e o PTB apoiem o militar. Há possibilidade de divisão no DEM, caso Ciro siga para a próxima etapa, ultrapassando o petista. No entanto, a reportagem apurou que a maioria do partido prefere fechar com o candidato do PSL.

"Eu me recuso a discutir que o Brasil ficará condenado a um segundo turno entre Bolsonaro e Haddad. Vamos com Geraldo até o fim e acreditamos na virada. Isso não é conversa fiada", disse o presidente do DEM, ACM Neto.

No PTB, que não integra o Centrão, mas faz parte da coligação de Alckmin, as discussões a portas fechadas também agitam o partido. Segundo um deputado petebista, é "natural" o partido apoiar Bolsonaro, já que o PT virou adversário histórico. A exemplo de ACM, no entanto, Jefferson afirma que ninguém trairá Alckmin e nem pulará agora do barco tucano.

Com agências

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente