Participamos do

Aliança de Ciro com a direita não é desaprovada

01:30 | Jun. 27, 2018
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

 

Para integrantes da esquerda, a aproximação de Ciro Gomes (PDT) com o grupo centro-direita não é impedimento para um agrupamento futuro. O PSB ainda estuda apoiar o cearense no primeiro turno. O PT, que insiste na candidatura de Lula, descarta a possibilidade.

 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O senador João Capiberibe (PSB-AP), que havia afirmado ao O POVO no início deste mês que a legenda estava inclinada a seguir a candidatura de Lula, afirmou ontem que as conversas de Ciro com a direita não impedem uma aliança com o PSB. Ciro esteve ontem com os socialistas em Recife para mais uma rodada de negociações.

 

“Na verdade, o que está em jogo são os interesses regionais. Como o PSB não tem candidato próprio, as discussões dentro do partido vão de interesses regionais, ou aliança com indicação a candidato a vice”, declarou o senador ao frisar que a legenda não tem pressa para se definir.

 

Para o deputado Assis Carvalho (PT-PI), o que vale é a aliança programática, independente da ideologia dos partidos. “Não faço esse olhar se é direita, esquerda. O modelo político do País é muito confuso. Existem coligações pragmáticas na esquerda que não têm alinhamento conosco, tem que ver o programa”, admitiu.

Wagner Mendes

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente