PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

PGR 'falseou' informações, diz Aécio

01:30 | 17/04/2018

Na véspera do julgamento no Supremo Tribunal Federal, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) se defendeu das acusações e disse que a Procuradoria-Geral da República (PGR) “falseou” informações.

 

Com a expectativa de que a Primeira Turma do STF vai aceitar a denúncia, Aécio declarou que “ninguém transformado em réu é considerado culpado a priori”. “Principalmente com as fragilidades dessas acusações, seja em relação à obstrução de Justiça ou em relação a esse empréstimo que não envolveu dinheiro público. Qualquer investigação vai mostrar que isso foi uma construção envolvendo Joesley e membros do Ministério Público”, reforçou.

 

Ele reclamou que não teria havido investigação no processo e também criticou a celeridade da elaboração da denúncia pela PGR, o que teria “impedido que conferências sobre os fatos fossem feitas”. “O lamentável é que a ânsia de punir impediu aquilo que é normal, o inquérito. Se tivesse havido investigações, minhas alegações teriam sido comprovadas.” Ele disse ainda que, “se a Justiça falta hoje a um, amanhã faltará a outros”.

 

O parlamentar acrescentou que Joesley Batista, ao gravá-lo, tinha uma “encomenda clara” e recebeu benefícios por ela (com o acordo de delação premiada).

AE