PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Resultado de auditoria será anunciado hoje

01:30 | 04/01/2018

O resultado de auditoria aberta pela Procuradoria do Município de Caucaia para investigar valor cobrado pelo Grupo Marquise pela coleta de lixo na cidade será apresentado hoje. De acordo com o prefeito Naumi Amorim (PMB), foram encontradas irregularidades na pesagem do lixo coletado pela empresa, que teria apresentado recibos com número maior do que a capacidade dos caminhões.


O Grupo Marquise cobra R$ 40 milhões da Prefeitura, que não paga pelos serviços de coleta desde o início da nova gestão, em janeiro do ano passado. Na última sexta-feira, 29, os serviços foram suspensos por falta de pagamento e substituídos pela própria Prefeitura, que está utilizando caminhões próprios e planeja alugar mais veículos para melhorar a coleta.


Na última terça-feira, 2, caminhões da Prefeitura teriam sido barrados na entrada do Aterro Sanitário Metropolitano de Caucaia (Asmoc), no bairro Carrapicho, administrado pela Marquise. Somente no fim da tarde, a entrada foi liberada.


O diretor da Marquise Ambiental, Hugo Nery, explica que os veículos não tiveram permissão para descarregar porque estavam sem o registro exigido pela empresa. Ele diz que os documentos já foram atualizados e todas as permissões liberadas.

Letícia Alves e Rubens Rodrigues

TAGS