PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Base minimiza indicação de Wagner para disputar Governo

01:30 | 11/01/2018

A base de Camilo Santana (PT) minimiza a indicação do deputado estadual Capitão Wagner (PR) para ser o candidato de oposição ao Governo do Estado. A escolha foi do senador Tasso Jereissati (PSDB), que era apontado até então como o principal nome para a disputa.

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, Evandro Leitão (PDT) afirmou que a indicação do nome não interfere no trabalho que já vinha sendo feito. “Por parte do Governo, independe de quem vai ser o candidato. Não estamos trabalhando em custa de eleição”, diz.

Questionado sobre a movimentação da oposição, que, logo no início do ano, teve reuniões para definir o nome para a disputa, o parlamentar disse que “tem que se movimentar mesmo”. “A oposição não apresentava nenhum nome até então. Tentaram colocar o senador Tasso, mas ele não aceitou. O nosso nome está posto há muito tempo”, comenta.

Elmano de Freitas (PT) declarou que ainda falta a consolidação de projeto para fazer frente à reeleição de Camilo. “Ela pode ter nomes, mas o que não tem é programa. Não consigo identificar as propostas que a oposição tem apresentado”, afirmou o deputado.

Rômulo Costa

 

Saiba mais

Capitão Wagner afirmou que está avaliando qual candidato à presidência da República apoiará. Ele não descarta Jair Bolsonaro. “Uma grande parte do meu eleitorado apoia ele, e eu respeito meu eleitorado. Quando houver a definição de todos os nomes, eu vou me posicionar, não sou de ficar em cima do muro. Quero ter a liberdade de apoiar o meu candidato à presidência”, disse.