PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Programa Ronda do Quarteirão existe em "espírito"

2017-11-28 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Completando, neste mês, 10 anos de sua implantação, o programa de segurança pública “Ronda do Quarteirão”, criado do governo de Cid Gomes (PDT), hoje se reduz a “espírito”, segundo a vice-governadora Izolda Cela (PDT). Conforme ela, o programa hoje se incorpora à iniciativa das Unidades Integradas de Segurança (Unisegs), que representa “uma busca de resgate do espírito do Ronda”.


A declaração foi dada ontem pela vice-governadora do Ceará, durante primeira entrevista da 12ª edição da série “Debates Grandes Nomes”, organizada pelo Grupo de Comunicação O POVO, transmitida na Rádio O POVO/CBN.


Principal bandeira da política de segurança de Cid, o programa não teve ainda um final oficial, mas não figura na nova frota de 329 viaturas do Sistema de Segurança, chegada às ruas em julho, substituído por unidades de Batalhão de Policiamento Comunitário.


Izolda conta que as Unisegs fazem parte do “Pacto por um Ceará Pacífico” – movimento que articula medidas de segurança em todo o Estado, do qual é coordenadora. Segundo ela, já há “piloto em funcionamento” no bairro Vicente Pinzón, além de “uma área na Aldeota, se aproximando da Praia de Iracema”, no Conjunto Ceará (recém implementada), devendo “chegar ao Bom Jardim”.


“Na Uniseg existe a delimitação de uma poligonal, um território, um reforço de presença de policiamento ostensivo. E uma parte desse efetivo vem tanto da Polícia Militar quanto da Civil, de reforço às equipes da área, de prevenção. Isso, se tiver uma boa dedicação, pode fazer muito; por isso a Polícia Civil e um efetivo da PM dedicado à aproximação da comunidade. Tem feito visitas regulares a grupos de apoio à vítima, servem de exemplar no entorno, tem aproximação com as escolas”, explicou Izolda, pontuando que ação não tenta “inventar a roda”.


Ela afirmou que as Unisegs são “potencial importante” de “resgatar a confiança da população nas forças de segurança” e que há meta de ter o programa-piloto em cinco áreas da Capital, uma área em Sobral (“interior norte”) e uma em Juazeiro do Norte (“interior sul”).


“O compromisso com o resgate desse espírito do policiamento comunitário existe”, complementou, em alusão ao Ronda do Quarteirão.

 

Recorde de homicídios

Questionada sobre resposta do Governo ao projetado alcance de recorde histórico na taxa de homicídios para 2017, Izolda respondeu que “compromissos do ‘Pacto’”, que “continuam”, têm “perspectiva de impacto a médio e longo prazos” – ainda que, admite a vice, “as pessoas não gostem muito de ouvir isso”.


Exemplificando projetos “como o ‘tempo de justiça’”, Izolda afirmou que a ideia fazer com que o Estado “passe uma mensagem”: “não mate os outros, resolva seus problemas de outro jeitos, porque, se o fizer, a justiça vai chegar rápido”.


Nessa “linha de base”, explica que o Governo se “junta às instituições comprometidas”, como “procuradorias, defensoria e polícia”, para ter um “sistema com maior efetividade”. Além disso, Izolda deu importância aos trabalhos de ressocialização. “Quem pensa que ‘ah, é bandido, precisa ser maltratado’ se engana redondamente”, complementou.

 

PERFIL


Maria Izolda Cela de Arruda Coelho


Vice governadora do Ceará, é mestre em Gestão e Avaliação da Educação Pública pela Universidade Federal de Juiz de Fora (MG). Tem Especialização em Gestão Pública pela Universidade Estadual Vale do Acaraú e Estudos em Educação Infantil pela Universidade Estadual do Ceará. É graduada em Psicologia pela UFC e professora do curso de Pedagogia da Universidade Estadual Vale do Acaraú. Foi secretária de educação do Estado do Ceará de 2007 a março de 2014. Na Secretaria de Educação do Município de Sobral, foi secretária adjunta de 2001 a 2003 e secretária de educação de 2004 a 2006. Na gestão atual do Governo do Ceará, Izolda Cela é responsável pela coordenação executiva de agendas do Pacto por um Ceará Pacífico.

 

ENTREVISTADORES

 

Plínio Bortolotti

Mediador e apresentador da série “Debates Grandes Nomes”

 

Guálter George

Editor -executivo do núcleo de Conjuntura do O POVO

Thiago Paiva

Repórter de Cotidiano do O POVO

 

SERVIÇO

 

12° edição do Debates Grandes Nomes

Quando: Hoje, das 13h às 14 horas

Entrevistado: Patrícia Macêdo – assessora de assuntos internacionais da Prefeitura de Fortaleza

Acompanhe: Rádio O POVO CBN (FM 95.5 e AM 1000.10) e no Facebook da Rádio O POVO CBN

Participe:
Telefone: (85) 3066 4030
WhatsApp: (85) 9 8166 5589


Saiba mais


Candidatura em 2018


A menos de um ano das próximas eleições, a vice-governadora nega ter “pretensões” de candidatura.Segundo Izolda Cela, sua “presença na política” de forma “mais ampla” se deu através de “participação técnica de política pública da educação”, relembrando origens políticas no comando da Secretária de Educação do governo Cid Gomes. “O que me move e faz superar algumas dificuldades e limitações que eu teria nesse meio é a oportunidade de fazer alguma coisa dentro do que me é possível”, argumentou Izolda. Em seguida, descartou articulação para se lançar. “Essa história de compromisso, de candidatura, não vou por aí, não”, destacou Izolda, que não é nome confirmado para concorrer à reeleição ao Governo, junto de Camilo Santana (PT).

 

Daniel Duarte

TAGS