PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Ex-tucano, Alvaro Dias lança pré-candidatura a presidente

01:30 | 20/11/2017

Discursando contra os partidos políticos —que definiu como atores de um "quadro deteriorado" —, o senador Alvaro Dias (Podemos-PR) divulgou ontem a sua pré-candidatura à Presidência em 2018. Dias participou de um evento na Assembleia Legislativa de São Paulo, promovido pela juventude de seu partido. Elogiou as ações de combate à corrupção do Ministério Público, da Justiça e da Polícia Federal. Citou dois "ícones da Justiça": os juízes da Lava Jato Sergio Moro e Marcelo Bretas. "Ou (os políticos) mudamos, ou seremos atropelados por esse sentimento irresistível", afirmou. "Organizações criminosas", "lavanderias do dinheiro público", "filhos do Petrolão" e "sanguessugas" foram alguns dos termos que o senador usou para se referir à classe política.

Ele afirmou discordar de "muitos analistas" que veem, neste momento, uma possibilidade de polarização eleitoral entre o ex-presidente Lula (PT), à esquerda, e o deputado federal (Jair Bolsonaro), à direita. O senador registrou 4% das intenções de voto na última pesquisa Datafolha, em outubro. Lula tem 36% e Bolsonaro, 16%.

"Há no inconsciente coletivo um movimento que emerge, avassalador, contra os velhos conceitos, que estão arraigados ainda entre os analistas", diz. "Imagino as pessoas lúcidas, conscientes de que a omissão pode ser tragédia política renovada”. Ele diz apostar que o PSDB, que sigla da qual se desfiliou em 2016, enfrentará rejeição nas urnas.