Participamos do

Michel Temer lança ofensiva contra Rodrigo Janot

01:30 | Set. 08, 2017
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
[FOTO1]

Na véspera de nova denúncia da PGR, o presidente Michel Temer (PMDB) lança ofensiva contra Rodrigo Janot. A defesa do peemedebista emitiu uma petição ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, em que pede a “sustação de qualquer nova medida” do procurador contra o presidente.


Os advogados falam em “parcialidade” de Janot e em “descrédito” dos delatores da JBS, que mergulharam o governo Temer em sua pior crise política.


“Faz-se necessário a sustação de qualquer nova medida do chefe do MPF em desfavor de Michel Temer, seja porque parte dos fatos ora noticiados denota a completa invalidade da prova produzida no bojo das delações”, destacam os criminalistas Cláudio Mariz de Oliveira e Jorge Salomão, que representam Temer.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Nos áudios divulgados pela procuradoria, Joesley Batista sugere que o ex-procurador Marcelo Miller seria usado para aproximar os delatores com Janot para viabilizar o acordo de delação com ainda mais benefícios.


A gravação de uma longa conversa de Joesley com o executivo Ricardo Saud mostra articulações que poderiam incluir até uma investida contra ministros do STF. O episódio acabou gerando crise entre o Supremo e a PGR.


Antonio Imbassahy, ministro de Temer, afirmou que o presidente está tranquilo e preparado para enfrentar uma segunda denúncia. “(O presidente) continua muito tranquilo, preparado para qualquer tipo de especulação que venha e confiante que isso não vai prosperar”, disse.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente