PUBLICIDADE

Para Aécio, debate sobre 2018 agora é 'desserviço'

01:30 | 10/04/2017
NULL
NULL
[FOTO1]

Presidente nacional do PSDB, o senador Aécio Neves (MG) negou que esteja articulando ou apoie a candidatura do prefeito João Doria para a Presidência da República em 2018. “É um desserviço ao País esse debate nesse momento. Essas especulações não ajudam o partido. Essa é uma questão para ser tratada no momento certo”, disse.


Também pré-candidato ao Planalto, Aécio ainda não deflagrou nenhum movimento para ser o escolhido do PSDB, mas conta, hoje, com apoio da máquina partidária, das bancadas no Congresso e com a simpatia do presidente Michel Temer. Já Alckmin tem ao seu lado os governadores tucanos, em especial o de Goiás, Marconi Perillo. Ele, que atua por Alckmin nos bastidores, pode ser o novo presidente do PSDB.


No último sábado, o prefeito João Doria disse, em entrevista ao Estado de S. Paulo, não se considerar pré-candidato à Presidência. Ele afirmou que pleitear a posição seria ato de “deslealdade” contra seu padrinho político maior, o governador Geraldo Alckmin. “Eu já falei diversas vezes, meu candidato à Presidência da República é o Geraldo Alckmin”, disse Doria. (Agência Estado)

 

Adriano Nogueira

TAGS