Participamos do

Médica que compartilhou exames de Marisa é demitida

01:30 | Fev. 03, 2017
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A reumatologista Gabriela Muniz foi demitida do hospital Sírio-Libanês após compartilhar exames de tomografia da ex-primeira-dama Marisa Letícia. Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) já investigava o vazamento de informações sigilosas sobre o diagnóstico da paciente.


O hospital informou que não tolera esse tipo de conduta e insistiu que os exames vazados não foram realizados no local. A suspeita é que a mensagem original com os dados de Marisa tenha sido enviada pelo cardiologista Ademar Poltronieri Filho a um grupo de Whatsapp, somente de médicos.


O compartilhamento dos exames provocou mensagens de ódio de outros médicos do grupo, como a do neurocirurgião Richam Faissal Ellakkis. Segundo o jornal “O Globo”, ao receber as mensagens pelo Whatsapp, ele teria dito as seguintes frases: “Esses fdp vão embolizar ainda por cima. Tem que romper no procedimento. Daí já abre pupila. E o capeta abraça ela”.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O vazamento das informações fere a ética médica e o juramento de Hipócrates. O Cremesp afirma que abriu sindicância também contra médicos que fizeram comentários de ódio no grupo de Whatsapp e que possuem registro no Estado de São Paulo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente