PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Lideranças políticas lamentam tragédia com ministro Teori Zavascki

2017-01-20 01:30:00
NULL
NULL

[FOTO1]

Wagner Mendes

wagnermendes@opovo.com.br


Autoridades políticas e jurídicas brasileiras lamentaram a morte trágica do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki. A morte do relator da Operação Lava Jato no STF causou surpresas e questionamentos de várias naturezas.

[SAIBAMAIS]

A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, disse que “a consternação tomou conta do Supremo com a notícia da morte de um dos mais brilhantes juízes que ajudaram a construir a história deste Tribunal e do País”. Sobre a relatoria da Lava Jato, Cármen classificou o trabalho do ex-ministro como “um dos pontos altos na história da nossa Justiça”.


“É inegável e inquestionável a grande contribuição que o ministro Teori Zavascki deu ao Estado Democrático de Direito Brasileiro a partir de sua atuação como magistrado”, disse o procurador-Geral da República, Rodrigo Janot.


Entre os questionamentos sobre as causas do acidente que matou o relator da Operação que investiga políticos denunciados por corrupção, o deputado federal Chico Lopes (PCdoB) pediu investigação.


“O acidente de avião que envolveu o ministro do STF, Teori Zavascki, demanda investigação rigorosa e imediata. A sociedade exige imediata investigação quanto às circunstâncias desse acidente”, disse o parlamentar.


O deputado federal André Figueiredo (PDT) classificou o acidente como uma “tragédia absurda” e disse que Teori era um dos “protagonistas” das investigações contra políticos. “Uma tragédia absurda num momento difícil da história do Brasil. Ele era um dos grandes protagonistas. O Brasil perde um grande jurista, uma pessoa isenta que ia dar uma contribuição para o País”, afirmou.


“O ministro Teori Zavascki exerceu seu trabalho de uma forma íntegra, com a isenção e a independência que o cargo exige. Cumpriu todos os compromissos que assumiu”, declarou o senador José Pimentel (PT).


Citados na Lava Jato

Lideranças políticas citadas nas delações premiadas de processos que eram investigados pelo ex-ministro também se manifestaram. Citado 43 vezes na delação do ex-executivo da Odebrecht, na Lava Jato, o presidente Michel Temer (PMDB) lamentou a morte de Zavascki e decretou luto oficial de três dias. “Associo-me a todos os brasileiros ao lamentar a perda de um homem público cuja trajetória impecável a favor do Direito e da Justiça sempre o distinguiram”, afirmou Temer.

 

Também citado na Lava Jato, o senador Eunício Oliveira (PMDB) afirmou que o Senado deverá ser ágil na escolha do novo ministro. “É extremamente lamentável ter ocorrido esse acidente. Perde o País um grande jurista sério e equilibrado”, lamentou.


O ex-presidente Lula, também investigado na Operação, disse que “o Brasil perdeu um cidadão que honrou a Magistratura em todos os postos que ocupou”. “Minha solidariedade à família do ministro Teori Zavascki e aos membros do STF”, finalizou o ex-presidente.

 

FRASES


“É inegável e inquestionável a grande contribuição que o ministro Teori Zavascki deu a partir de sua atuação como magistrado”

Rodrigo Janot, procurador-geral da República

 

“É extremamente lamentável ter ocorrido esse acidente. Perde o País um grande jurista sério e equilibrado”

Eunício Oliveira (PMDB), senador da República

“O Brasil perdeu um cidadão que honrou a Magistratura. Minha solidariedade à família do ministro e aos membros do STF”

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República

“Associo-me a todos os brasileiros ao lamentar a perda de um homem público cuja trajetória impecável a favor do direito e da Justiça”

Michel Temer (PMDB), presidente da República

“O ministro Teori Zavaski representa um dos pontos altos na história da nossa Justiça. O seu trabalho permanecerá para sempre.

Cármen Lúcia, presidente do STF

“Precisamos cobrar que seu substituto tenha a mesma respeitabilidade para que o processo não sofra descontinuidade”

André Figueiredo (PDT), deputado federal

“Hoje perdemos um grande brasileiro. Como juiz e cidadão, Teori se consagrou como um intelectual do Direito, zeloso das leis e da Justiça”

Dilma Rousseff, ex-presidente da República

 

“Teori sempre pautou sua carreira jurídica pela atuação séria e justa, deixando representativo legado ao nosso Estado Democrático”

Camilo Santana (PT), governador do Ceará

 

Adriano Nogueira

TAGS