PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Sem tempo a perder

Além de estar no ar na novela A dona do Pedaço, a atriz se prepara para estreia nos cinemas no ano que vem

30/06/2019 02:22:09

Lucy Ramos emenda um trabalho atrás do outro. Desde sua primeira novela na Rede Globo, em 2004, a atriz possui a média de um novo projeto a cada ano. No ar em horário nobre na novela A dona do pedaço, a atriz dá vida à professora de inglês Sílvia. Admiradora dos textos do autor Walcyr Carrasco, Lucy diz ter ficado muito feliz pelo convite. "Meu marido, Thiago Luciano, fez algumas novelas com ele. Então tive a oportunidade de conhecer seus textos bem de perto. Estar dando vida a um personagem escrito por ele é um imenso prazer", explica a atriz.

A personagem namora o executivo Márcio (Anderson Di Rizzi), que vive sendo assediado pela assessora Kim (Mônica Iozzi). Lucy garante que o triângulo amoroso ainda irá garantir ótima cenas e diz achar interessante a forma como Sílvia encara a situação. "Na sociedade em que a gente vive, é muito mais fácil você culpar a mulher do que culpar quem traiu, que estava comprometido", argumenta e destaca ainda que em nenhum momento sua personagem culpa Kim.

Para viver a professora de inglês Lucy precisou modificar mais uma vez os cabelos. "Depois que eu interpretei a Vanda, em O Tempo Não Para, ficou mais fácil mudar o visual", justifica, afirmando que vê as mudanças como um fator de extrema importância para uma nova personagem. "A Silvia, minha nova personagem, pedia algo mais moderno, solar, a ideia do loiro surgiu a partir daí. Estou em um processo de adaptação dessa nova imagem", completa.

A parceria com Anderson Di Rizzi vai além da tela da TV. A dupla aguarda o fim das gravações de A dona do Pedaço para dar início à filmagem do longa metragem O Segundo Homem, sob a direção de Thiago Luciano. "É muito gostoso contracenar com pessoas que você já conhece, que já têm uma troca sincera, que você tem uma relação extra trabalho", explica.

O filme traz à discussão um tema pouco conhecido: Legião Estrangeira. Uma unidade militar francesa existente desde o século XIX, que recruta soldados de diversas nacionalidades para lutarem por dinheiro. "Gosto de falar de temas pouco falados. Minha personagem é uma mulher batalhadora como muitas brasileiras", finaliza Lucy.

Wanessa Lugoe/ Especial para O POVO