PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Michelle e Barack Obama anunciam lista de projetos com a Netflix

Produções vão abordar questões de raça e classe, democracia e direitos civis. O objetivo é educar e inspirar novas gerações

05/05/2019 09:19:51
Casal Obama fechou parceria com a Netflix
Casal Obama fechou parceria com a Netflix (Foto: divulgação)

Michelle e Barack Obama anunciaram a primeira lista de projetos que serão desenvolvidos junto com a Netflix. O casal fechou um acordo de vários anos com a plataforma de vídeos por streaming no ano passado a fim de produzir filmes e séries por meio da produtora Higher Ground.

"Tocando em questões de raça e classe, democracia e direitos civis, e muito mais, acreditamos que cada uma dessas produções não vai apenas entreter, mas vai educar, conectar e inspirar todos nós", disse Barack Obama sobre os trabalhos que estão por vir.

Ao todo, eles anunciaram sete projetos que vão desde aquisições de novos materiais, ficção, não-ficção até conteúdos voltados para adultos e para crianças.

No festival de cinema Sundance deste ano, Michelle e Barack adquiriram o aclamado documentário American Factory, que analisa o que acontece quando um bilionário chinês abre uma fábrica em Ohio. Outra aquisição, ainda em produção, é Crip Camp, um documentário sobre um acampamento de verão para adolescentes deficientes.

O casal Obama também vai trabalhar com o jornalista Michael Lewis em uma série de documentários baseada em seu livro The Fifth Risk: Undoing Democracy. Os outros projetos incluem um longa-metragem biográfico sobre o abolicionista Frederick Douglass, uma série pré-escolar chamada Listen to Your Vegetables and Eat Your Parents (Ouça seus Vegetais e Coma Seus Pais, em tradução livre), sobre alimentação, e uma série de antologia baseada na coluna Overlooked no jornal The New York Times. Há ainda uma série dramática chamada Bloom ambientada no mundo da moda no pós-guerra de Nova York.

"Nós amamos essa lista porque ela abrange muitos interesses e experiências diferentes, mas tudo está unido com histórias que são relevantes para nossas vidas diárias", disse Michelle Obama.

"Achamos que há algo aqui para todos - mães e pais, crianças curiosas e qualquer pessoa que esteja simplesmente procurando por algo envolvente e edificante no final de um dia agitado. Mal podemos esperar para ver esses projetos ganharem vida - e as conversas que eles vão gerar", completou a ex-primeira-dama. (Da Agência Estado)

 

INFLUÊNCIA

Depois do sucesso do Minha História, lançado no final de 2018 e alcançando o topo dos mais vendidos da Amazon por 47 dias consecutivos, dando um chega para lá no Cinquenta Tons de Cinza, de E. L. James, Michelle não tem para ninguém. Sua visão e história de vida a levam longe, sendo o centro das atenções por onde passa. A boa nova da vez? Agora em abril foi anunciada entre as mais influentes de 2019, segundo a Times. Na tradicional lista anual, que inclui nomes como Emilia Clarke (Game of Thrones), Brie Larson (Capitã Marvel) e Rami Malek (Bohemian Rhapsody), e até Lady Gaga, Michelle Obama ofusca, mais uma vez, por sua trajetória carismática e de apoio a causas sociais, como a parceria dela com o marido, senhor Obama, para a realização de filmes e séries com a Netflix. Por enquanto, algumas produções servem de inspiração. O Homecoming, trazendo show de Bey e representatividade negra na plataforma de streaming é uma delas. "Amo que o seu novo filme é feito de líderes, pensadores e poetas negros que abriram o caminho para pessoas como nós. Eu amo que é tanto uma celebração como um chamado. E eu amo que você está usando o filme para inspirar a próxima geração que irá governar o mundo nos próximos anos", aproveitou para parabenizar a cantora em vídeo publicado em sua conta no Instagram (@michelleobama). De olho!

(Agência Estado)

TAGS