PUBLICIDADE
Jornal

Vai à festa

27/02/2019 19:01:53
Mulher prateada - Lady Gaga usou um lindo colar da coleção Tiffany Blue Book no tapete vermelho do 61º Grammy Awards. O look é Celine - desejo!
Mulher prateada - Lady Gaga usou um lindo colar da coleção Tiffany Blue Book no tapete vermelho do 61º Grammy Awards. O look é Celine - desejo!

O Grammy não decepciona. O tapete vermelho é sempre um dos mais irreverentes. Talvez porque, diferente do grupo de atores e atrizes, o time da música costuma ir além nas escolhas de moda. No último domingo, 10, em Los Angeles, não faltou quem causasse mais. Look após look, aqui a seleção dos melhores que cruzaram o red carpet e o after party da 61ª edição do evento norte-americano. Esquenta para o Oscar? Palpite.

Top 10 dicas

Consumo consciente_

Lembra-se de Os Delírios de Consumo de Becky Bloom? Parece que foi ontem, mas já se passou uma década desde o lançamento do filme com Isla Fisher, 43, como protagonista. Ela é a jornalista louca por moda, que se vê constantemente em apuros na hora das compras. Para pensar diferente, mas sem abrir mão da moda, a consultora de estilo Joana Montenegro divide o ensinamento de dez anos de profissão a Pause. "Entre fazer um esforço inicial e ter um guarda-roupa inspirador, que faça sentido para a vida que se leva e para o orçamento que se tem, ou viver a eterna sensação que se compra e não tem o que vestir, entendo que é mais eficiente ficar com a primeira opção", diz. Às dicas!

1 Conheça o que você já tem. Isso evita comprar peças repetidas;

2 Entenda qual área do seu guarda-roupa está mais carente e precisa de transformação, para não continuar investindo em áreas que já estão bem abastecidas. Por exemplo: se já tem bastante roupa de trabalho, faz mais sentido comprar peças para o lazer;

3 Conheça quais são suas preferências estéticas, para evitar comprar algo só porque está na moda;

4 Exercite o olhar para novas propostas. Nosso olho fica viciado e quando menos se percebe, compramos as mesmas formas, cores e caimentos. Isso dá a sensação que só nos vestimos do mesmo jeito;

5 Faça uma lista de prioridades de acordo com o que causará mais impacto de melhoria do guarda-roupa;

6 Crie sua lista mínima de critérios: quais cores vão fazer a diferença? Qual tecido você quer colocar dentro do seu armário? Como é o caimento que preferirá usar? Se encontrar algo que não cumpre esses requisitos, não vale a compra;

7 Faça uma lista de lojas, onde possa, possivelmente, encontrar o que deseja. Isso evita que você fique perambulando em lugares que só vão te cansar e te levar a compras equivocadas;

8 Pesquise no e-commerce dessas marcas o que elas estão oferecendo na estação vigente. É uma forma de chegar ao local já sabendo o que quer, evitando que se crie novos desejos fora da sua lista de prioridades;

9 Saia de casa com sua lista de prioridades em mãos, descansado, alimentado. Nosso cérebro faz escolhas melhores quando tem suas necessidades básicas atendidas. Ou seja, evite comprar depois que teve um desentendimento com alguém, com fome, cansada, estressada...

10 Só escolha o que vai comprar depois de ter experimentado tudo que está na sua lista. Ou seja, se optou por visitar quatro lojas, vá a todas, anote preço e características do que gostou, fotografe... Depois sente em um espaço tranquilo, faça o cálculo do custo x benefício, reflita sobre o que dali é mais importante no momento e só, então, decida o que irá comprar.

"Vi não te ligo", Luise Beatriz Bispo, 28
"Homo gênia", Amanda Stefanone, 25
"Eficiente física", Carolyne Zazecki Buzzi Manotti, 29
"Mastec poderosa", Gislene Charaba, 32
Clique da nova campanha da Dilady (CE), Beleza que faz a diferença
Clique da nova campanha da Dilady (CE), Beleza que faz a diferença
"Trans formada", Guilhermina Urze, 24
"Down sem limites", Juliana K. Vieira, 20

na própria pele

Um ponto muito forte na moda e que não tem volta, está mais do que arrematado na costura do novo tempo, é a representatividade. Por clareza, por assim dizer, cada vez mais as marcas se mostram abertas a dialogar e a repensar padrões. Que padrões? Até a sonoridade da palavra agora parece pesada. É out total! Não combina em nada com a Dilady (@dilafyoficial), do Ceará.

Desde 2007, a marca de lingerie, que agora passo a incluir na lista de descobertas, já aborda o tema democratização da beleza e aceitação do corpo sem cobranças. Na nova campanha, "Beleza que faz a diferença", isso é ainda mais visível, além de atual.

"A ideia é mostrar que todo mundo tem a sua própria beleza e que isso pode ser representado de maneira mais ampla na criação das coleções. A inclusão hoje é palavra de ordem e a humanização do pensamento das pessoas precisa ser resgatada", diz o porta-voz da marca, Marcio Pereira, diretor comercial, em entrevista.

Neste caminho, o principal conceito da marca é trabalhar a autoestima e empoderamento feminino. Consegue. "Precisamos estimular a empatia e trabalhar pensando sempre na diversidade, criando produtos para a consumidora que pode ter várias formas, tamanhos, cores e estilos". É isso aí.

Bucket Lais - Mônica Salgado para Soleah
Bucket Lais - Mônica Salgado para Soleah
Mônica Salgado no CE
Mônica Salgado no CE
Mônica Salgado e o filho Bernardo em Fortaleza
Mônica Salgado e o filho Bernardo em Fortaleza
Mônica Salgado e o filho Bernado em Fortaleza
Mônica Salgado e o filho Bernado em Fortaleza
'2ESSENTIAL por MONICA SALGADO BODY FRANZIDO - PRETO De R$ 248 Por R$ 147,90, no shop2gether.com.br
'2ESSENTIAL por MONICA SALGADO BODY FRANZIDO - PRETO De R$ 248 Por R$ 147,90, no shop2gether.com.br
BOLSA BRUNA - MÔNICA SALGADO, soleah.com.br R$ 305,50
BOLSA BRUNA - MÔNICA SALGADO, soleah.com.br R$ 305,50

'2ESSENTIAL por MONICA SALGADO BODY CAVA ASSIMÉTRICA - BEGE De R$ 258 Por R$ 153,90, no shop2gether.com.br
'2ESSENTIAL por MONICA SALGADO BODY CAVA ASSIMÉTRICA - BEGE De R$ 258 Por R$ 153,90, no shop2gether.com.br

Oi, Mônica!

Um papo com Mônica Salgado, 39, é revigorante. Jornalista, apresentadora, mãe, sempre empreendedora, influencer, fashionista, ela tem muito a dizer. Já foi redatora-chefe da Vogue, diretora de redação da Glamour e, recentemente, com o fim do programa, se despediu do Vídeo Show. Agora se prepara para novos ares, algo que ela lida de forma espirituosa. Reinventa-se. Enquanto dá um pause no que pode ser o futuro, ela vive o hoje e na maior intensidade. No início do mês, ela veio recarregar as energias em solo cearense. Aproveitou para curtir o Beach Park e o litoral do Ceará em família. Confira papo exclusivo!

O que te faz lembrar do Ceará? Alguma referência de moda?

Ah, vim muito ao Ceará quando era pequena. Acho interessantíssimo a maneira como as pessoa combinam o artesanato, que faz parte da nossa raiz de moda, que é tão brasileiro e que é uma característica que não se pode perder, mesmo com a tecnologia e a praticidade que o vestuário da mulher pede hoje.

O que trouxe na mala de viagem que é "a" dica?

Estou em uma fase muito de turbantes e lenços. Gosto muito de usar na praia e na piscina.
Fica chique e você não se preocupa com o cabelo fora do lugar, que embaraça.

Aproveitando, quais seus favoritos para o Verão?

Gosto super de maiô. Tenho vários, que uso tanto como maiôs quanto como bodies, com calça jeans. Uma rasteirinha chique, é legal você ter. Trouxe uma prateada porque vai com absolutamente tudo. E estilo soltinho. Linho é um essencial que combina muito com o verão. Por fim, biquínis da Água de Coco (e não é porque é cearense não!). A Cholet é outra marca que admiro muito, do Ceará.

Tem uma linha de bodies com a Shop2gether. Versatilidade é palavra-chave para você?

É para mim e para toda mulher. É tão bom ter peças no armário que servem para o dia e à noite, para ocasiões diferentes... um body, você pode usar no trabalho, no fim de semana, na praia... Já fui em casamento com body que comprei em loja de bailarina, com uma saia que mandei fazer, toda esvoaçante. Tenho o look até hoje de tão eterno que é.

Que tendência tem sido a sua preferida ultimamente? E a que nem vale a pena...?

Algo que aposto muito é o lance da roupa que tem uma alma de sportwear para o dia a dia. Uma jaqueta esportiva sobre um vestido mais bacana, calça de moletom com salto... Amo! Uso muito. Agora o que não curto são casacos acolchoados por cima de outros, de jaquetas... Prefiro praticidade e conforto na
hora de se vestir.

Que marca é um achado?

Não é porque tenho uma coleção de bolsas com eles, mas a Soleah é uma marca super descolada. Vale a pena conhecer.

Qual foi sua última aquisição "valeu a compra"?

Comprei, em Nova York, uma bolsa que é uma Balenciaga branca e tenho usado demais. É um "curingaço".

Alguma meta para 2019?

Ah, meu Deus! Queria emagrecer uns quilinhos porque, com a idade, filho, a proporção do nosso corpo muda. Estou lidando com uma completamente diferente do que era acostumada. Quem sabe perder três quilinhos..., sendo muito otimista. Risos.

Vi seu post da febre do challenge dos 10 anos. O que te desafia?

O que me desafia veemente é viver para dentro mais do que para fora. Como a minha rotina e a velocidade das minhas coisas profissionais diminuíram muito, de maneira muito saudável, tenho pensado mais nisso. Onde é que deixei meu sentimento nesses últimos dez anos? Agora estou tirando o atraso, fazendo uma terapia mais espiritualizada, estou tentando me conectar com os momentos em família, que estão cada vez mais "introcáveis". São muito importantes para mim.

Qual foi seu maior aprendizado com a moda?

Primeiro de tudo, manter-se informada para, a partir disso, você construir a sua
própria história.

Já concluindo, planos para o futuro?

Está cada vez mais difícil entender para onde nós vamos. Sei o que amo fazer. Amo me comunicar, amo pessoas, amo descobrir sobre a vida de pessoas... Amo escrever! Quero continuar com a minha coluna e transformá-la em livro, se Deus quiser. Também quero continuar me comunicando por rede, que é uma mídia que adoro.

O Povo

TAGS