PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

São João, a festa mais marcante e efusiva do Nordeste

26/06/2019 01:45:26
Flávio Dino
Governador do Maranhão (PCdoB)
Flávio Dino Governador do Maranhão (PCdoB) (Foto: Flávio Dino)

De todo o calendário festivo nacional, é o período junino que mais fortemente marca nossa região Nordeste. São nos dias de Santo Antônio, São João e São Pedro - e aqui no Maranhão, São Marçal - que o povo celebra mais efusivamente a alegria de ser nordestino.

Do maracatu ao boi bumbá, do mungunzá ao cuxá, é nesse período que o povo vive os ritmos, cores e sabores do Nordeste. Além da alegria em si da população, essas festas proporcionam a atração de milhares de turistas, bem como o aquecimento da atividade econômica.

Somente os dois maiores eventos do Nordeste movimentaram R$ 440 milhões ano passado. Mas sabemos que os festejos de São João espalham-se por todos os interiores de nosso Nordeste, animando as menores cidades de cada estado.

O São João movimenta o turismo dentro do País, atraindo cidadãos de outros estados e de outros países para conhecer nossas belezas. O Nordeste é um destino completo ao propiciar o turismo cultural associado aos seus mais de 3 mil km de praias.

Dessa forma, é necessário que, além de investir nos eventos, possamos também garantir melhor acesso aos roteiros turísticos associados. Por isso, defendemos a aplicação do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE) que prevê investimentos em infraestrutura associado ao turismo.

O turismo é uma aposta estratégica de qualquer governo no estímulo ao desenvolvimento. Justamente por sua capacidade de gerar emprego e renda em diferentes regiões.

Compreendi isso quando presidi a Embratur. Esse segmento tem capacidade de estimular a economia mesmo em tempos de crise, impactando positivamente uma longa cadeia que vai da rede hoteleira até o comerciante informal, passando pelo setor de alimentação e transporte urbano.

É por isso que o Maranhão vem mantendo a aposta no Turismo, mesmo em meio a uma situação nacional de aperto fiscal, participando de feiras nacionais e internacionais e fazendo campanhas publicitárias em outros estados.

Governar bem é identificar oportunidades de desenvolvimento, garantindo condições adequadas de geração de empregos, de renda e manutenção do ciclo produtivo. Assim constituiremos melhores condições para o desenvolvimento econômico de nossa região. n

Flávio Dino