PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Fortalecer a pecuária

13/06/2019 01:31:59
João Martins da Silva Junior
Presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)
João Martins da Silva Junior Presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) (Foto: Wenderson Araujo)

Fortalecer o agro da região Nordeste é decisão estratégica para o País. E o caminho para o desenvolvimento da pecuária nordestina passa necessariamente pela ciência, tecnologia e inovação, alinhada a uma política de Estado de longo prazo para a região.

Por esse motivo, o tema "Tecnologia e Inovação para uma pecuária competitiva" da Pecnordeste 2019 é extremamente adequado ao momento atual e vai ao encontro das prioridades e das ações que estão sendo implantadas pelo Sistema CNA/Senar/Instituto.

Não foi por acaso que elegemos como uma das principais bandeiras do nosso Sistema o desenvolvimento de uma nova classe média rural no País, proporcionando melhoria de renda e aumento de competitividade por meio da ATeG.

Trata-se de uma metodologia inovadora, por meio da qual o Senar oferece, sem custos ao produtor, o suporte técnico e gerencial com foco na melhoria dos processos produtivos e de gestão da propriedade.

Essa ação já beneficiou mais de 100 mil produtores no Brasil e a meta é alcançar 400 mil até 2021. No Nordeste, 13.574 propriedades das mais diversas cadeias produtivas serão atendidas nos nove estados da região até o final desse ano. Cada propriedade assistida recebe visitas mensais por um período de dois anos.

Outra iniciativa que já começa a apresentar resultados é o projeto "Forrageiras para o Semiárido", desenvolvido em parceria com a Embrapa. O projeto trará benefícios a todos os estados da região ao identificar plantas adaptáveis às condições de escassez hídrica do semiárido.

No crédito rural, é fundamental a reformulação do Pronaf Semiárido, com a elevação do limite financiável por beneficiário e a redução das taxas de juros, associado e orientado pela assistência técnica. Outra ação prioritária para a região é a criação do Pronamp Semiárido, com condições diferenciadas.

Com essas ações, pode-se pensar na construção de um novo futuro para o agro no Nordeste, proporcionando oportunidades para o desenvolvimento e o fortalecimento da pecuária da região. 

 

João Martins da Silva Junior