PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Esta cidade é minha

25/05/2019 02:58:01
Costa Neto, pastor da Videira
Costa Neto, pastor da Videira (Foto: Aurélio Alves - Especial para O POVO)

Amo minha cidade, amo meu País e me considero acima da média quando o assunto é orar pelo meu povo e pelas cidades em que estamos inseridos como igreja, mas, hoje, percebo claramente que a legalidade e o domínio de uma cidade passam pelo quanto servimos a essa cidade.

Obviamente é necessário orar, mas quando agimos em favor da cidade, o nível de aceitação e inserção é outro completamente diferente. Mas que igreja, qual organização pode influenciar uma cidade se não estiver servindo-a de forma proporcional? Veja o que o profeta Jeremias escreveu sobre o exílio do povo na Babilônia:

"Construam casas e habitem nelas; plantem jardins e comam de seus frutos [...] Busquem a prosperidade da cidade para a qual eu os deportei e orem ao Senhor em favor dela, porque a prosperidade de vocês depende da prosperidade dela" (Jeremias 29.5,7).

Vamos ao texto novamente. Deus nos convida para uma atitude espiritual, mas também afirma que nossa prosperidade depende da prosperidade da cidade. Como podemos prosperar em uma cidade suja, violenta, injusta, com questões sérias de exploração sexual de menores e distribuição injusta de renda? Como transformar uma cidade pobre em uma cidade próspera? Orando e servindo a essa cidade para que ela prospere, a fim de que nossos investimentos, quer financeiros, quer sociais, tenham retorno e sejam aplicados em nossa própria terra.

Pense comigo, qual é sua definição de cidadania? Lendo o texto mencionado, vejo claramente que existe uma questão de mão dupla: o tempo que invisto orando, amando e servindo à minha terra é proporcional ao que colherei dela.

"A terra está contaminada pelos seus habitantes porque desobedeceram às leis, violaram os decretos e quebraram a aliança eterna. Por isso a maldição consome a terra e seu povo é culpado. Por isso os habitantes da terra são consumidos pelo fogo a ponto de sobrarem pouquíssimos." (Isaías 24.5,6).

Cidadania é o nível de responsabilidade que tenho para com a terra em que habito; é o quanto assumo o que posso fazer em favor do meu povo, da minha cidade e em prol da comunidade local.

Agora que você entendeu, tome posse de sua cidade pelas vias certas. 

Costa Neto