PUBLICIDADE
Jornal

Quem defende o Nordeste e o BNB?

Pedro Jorge Ramos Vianna 
Economista e professor titular aposentado da UFC
pjrvianna@hotmail.com
Pedro Jorge Ramos Vianna Economista e professor titular aposentado da UFC pjrvianna@hotmail.com (Foto: Divulgação)

Recentemente, entre afirmações e desmentidos oficiosos, um qualquer, membro do Ministério da Fazenda, declarou que ".... só não serão privatizados a Petrobras, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica, o BNDES e só".

Neste artigo, quero enaltecer O POVO por sua coragem em publicar matérias defendendo o Nordeste ou o Banco do Nordeste do Brasil.

Somente neste ano pude ler nove artigos e um editorial defendendo um ou outro.

Eu mesmo estive entre os que escreveram sobre estes temas, com dois artigos.

Assim, somam doze as matérias publicadas por este grande jornal sobre a Região ou sobre o BNB.

Mas aqueles que mais deveriam defender estas entidades não o fizeram: os líderes políticos e os líderes empresariais.

As lideranças empresariais, não estão se movimentando em defesa do BNB. E veja-se, que muitos deles só existem por causa do Banco e da Sudene. Muitos dos que hoje se arvoram como grandes empresários, e que antes tanto precisaram do apoio do BNB, nada dizem, nada fazem. Agem como se lhes não os afetasse tal medida.

Aqui eu recordo dois poemas, um de Bertold Brecht (Intertexto) e o outro de Eduardo Alves da Costa (No Caminho com Maiakóvski).

No de Brecht, lê-se sobre um indivíduo que não se importava com nada que o governo fazia. Até que um dia "...Agora estão me levando. Mas já é tarde. Como eu não me importei com ninguém. Ninguém se importa comigo."

No segundo, lê-se sobre uma coletividade covarde. Onde não diziam nada sobre o que estava acontecendo. Começaram roubando uma rosa, e eles não disseram nada. E por aí foi. Até que um dia "o mais fraco deles..... rouba-nos a luz, e, conhecendo nosso medo, arranca-nos a voz da garganta. E já não podemos dizer nada.".

Veja-se que os governantes do Brasil dos últimos anos, praticamente foram omissos com relação à região Nordeste. Eles praticamente acabaram com a Sudene, estão destruindo o Dnocs, e agora estão tentando destruir o BNB.

O que essas lideranças fizeram e agora farão?

É importante pensar no que seria da Região, hoje, sem o apoio do Banco para a criação da Sudene, e a criação de programas especiais para a Região, como o artigo 34-18, o Finor, o Polo Nordeste, o Projeto Sertanejo, o FNE, o FNDE, o Programa de Microcrédito, o Crédito Amigo e muitos outros?

Mas o governo federal e seus asseclas sempre olharam enviesados para o BNB.

Isto porque o Banco é um calo em seus sapatos, pois com seus estudos, pesquisas e ações mostram que os mitos criados e lançados contra o Nordeste são mentirosos.

Até quando, "Oh! Catilinas", ficareis parados, como se não se "importassem com isso", ou "não dizem nada", por covardia?

Que final desejais? O do sucesso ou aqueles descritos nos poemas citados? n

 

Pedro Jorge Ramos Vianna