PUBLICIDADE
Jornal

O menino do dedo cinza

(Foto: )

Em apuração para reportagem sobre a situação arbórea de Fortaleza, encontrei durante as últimas semanas depoimentos que reafirmavam a opinião popular de que o prefeito não gosta de árvores. Além de conversar com moradores dos bairros por onde obras recentes da prefeitura suprimiram parcela importante da cobertura vegetal, entrevistei arquitetos, urbanistas, ambientalistas, advogados, políticos e, claro, representantes da administração municipal.

O Movimento Pró Árvore estima que pelo menos 522 árvores foram suprimidas em grandes obras de Fortaleza desde 2014 - 202 na avenida Dom Luís, 94 na Bezerra de Menezes, 42 na Aguanambi, 70 na Santos Dumont e 114 na Beira Mar. A metodologia de contabilidade esteve baseada em notas e reportagens publicadas na imprensa e vai de encontro aos números oficiais divulgados pela Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (Urbfor). Segundo esses dados, foram removidas na Beira Mar, por exemplo, apenas 31 árvores.

Conversei com o Superintendente da Urbfor e com a secretária da Infraestrutura de Fortaleza, responsáveis pela realização dessas obras. Ambos me passaram um trecho do projeto de requalificação da Beira Mar com a sinalização de algumas das árvores que teriam sido ou ainda seriam suprimidas. Por diversas vezes, solicitei as especificações exatas dessas supressões, com suas justificativas particulares, caso a caso. As respostas que recebi, depois de ser jogado de um contato a outro e de uma espera que durou semanas, foram genéricas.

Também busquei a Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma). Queria saber sobre a falta de atualização do inventário ambiental de Fortaleza - o último foi elaborado em 2003, pelo arquiteto José Sales Costa Filho. Disseram que estão trabalhando "na minuta do Termo de Referência para Inventário Arbóreo, que visa a contratação de empresa executora". Marcaram a finalização desse termo para o segundo semestre deste ano. Enquanto isso, negaram que tenham instalado as árvores artificiais que apareceram na Bezerra de Menezes em imagens que ganharam a internet. n

 

Jáder Santana