PUBLICIDADE
Jornal

Os desafios da governança interfederativa

Salmito Filho
Deputado estadual (PDT)
Salmito Filho Deputado estadual (PDT)

Bata na porta dos políticos porque "a vocação deles é apresentar as soluções para os problemas", conforme Max Weber, intelectual, jurista e economista alemão considerado um dos fundadores das Ciências Sociais.

Assim, cabe ao Poder Legislativo a apresentação de ideias, de preferência das ideias que possam ser planejadas e executadas. É dentro desta lógica que estou propondo aos nossos colegas deputados e às lideranças políticas, inicialmente dos municípios da Região Metropolitana de Fortaleza, a participação no seminário que será realizado em parceria com a Secretaria Estadual das Cidades para que possamos contribuir com a governança regional.

A sugestão é a de construirmos uma agenda, a partir dos desafios que tem cada região, para o desenvolvimento sustentável, com sugestões na área da geração de emprego e renda, na capacitação e formação de sua população com oportunidades educacionais por meio de escolas profissionalizantes e universidades, por exemplo.

No âmbito da saúde pública, propostas de construção de equipamentos que possam constituir uma cobertura para as atenções primária, secundária e terciária.

Isso é o que denomino de relação colaborativa, em que todos ganham. É poder identificar as prioridades de um município que, em sintonia com outro, possa prestar um melhor serviço à sociedade. Essa proposta estimula a participação dos municípios, das lideranças políticas e otimiza os recursos públicos para investimentos, alguns, inclusive, estruturantes.

Estamos em busca de articulação político-institucional, e não político-partidária. O que mais importa é potencializar a vocação de cada município, sem desmerecer a tendência e inclinação do outro. Esse olhar regional pode trazer benfeitorias, oportunidades produtivas e sociais para a população das 14 regiões de planejamento do Ceará.

Portanto, para continuarmos com esse importante debate, protocolei requerimento na Assembleia Legislativa do Estado, para a criação da Comissão Especial de Desenvolvimento das 14 Regiões do Ceará. O objetivo desta comissão é construir uma agenda propositiva que contribua com ferramentas de planejamento estratégico como o Plano Plurianual (PPA) e o Ceará 2050. E mais ainda: que possam surgir novas proposições legislativas para o fortalecimento de cada uma dessas 14 regiões. n

Salmito Filho

TAGS