PUBLICIDADE
Jornal

Recursos naturais e a Sustentabilidade 4.0

16/02/2019 04:39:02
Magda Helena Maya
Geógrafa e diretora da Geoanalysis
Magda Helena Maya Geógrafa e diretora da Geoanalysis

Com a simples inclusão do número "4.0" ao final do termo Sustentabilidade, temos um novo conceito e também um convite para uma forma diferenciada de olhar para a questão ambiental.

Foi com esse olhar diferenciado que busquei construir um diagnóstico para o eixo "Recursos Naturais e Ecologia" da Plataforma Ceará 2050, numa tentativa de ir além daquilo que comumente já sabemos sobre a matéria ambiental.

Um dos caminhos percorridos foi o resgate dos conceitos de "recursos naturais" e "ecologia" em sua relação com os históricos processos de revoluções industriais, o que me levou a um mergulho no conceito de Indústria 4.0.

A emergente Indústria 4.0 fundamenta-se em disrupção e inovação, nos dando pistas de que é urgente e necessária a criação de uma nova mentalidade (mindset), onde devemos trazer soluções criativas, múltiplas e viáveis para os desafios atuais e futuros. Ou seja, devemos investir em nossa própria capacidade humana de inovar e modificar aquilo que está posto.

Na Sustentabilidade 4.0 não deve ser diferente. No novo mindset da sustentabilidade precisamos criar soluções múltiplas e disruptivas, com uma visão para muito além do "verde das árvores", da "gestão de resíduos sólidos" e do binômio "licenciamento/fiscalização".

É chegada a hora de educar as mentes para que finalmente sejamos capazes de responder positivamente e proativamente a desafios como: escassez de recursos em nível global; qualidade de vida nas cidades; segurança hídrica, energética e alimentar diante das mudanças climáticas; insegurança jurídica nos processos de licenciamento; capacidade de resiliência a eventos climáticos extremos; dentre muitos outros, partindo de uma visão sistêmica sobre a natureza e complexa sobre a sociedade.

Essa nova visão, certamente, é aquilo que precisamos para romper o "cabo de guerra" existente entre o ecologicamente correto e o economicamente viável, fazendo com que o meio ambiente figure dentre as prioridades nas gestões públicas, privadas e na vida cotidiana de todos nós.

Nesse contexto, podemos dizer que o Ceará parte na frente rumo à Sustentabilidade 4.0, ao incorporar um processo de planejamento pautado em uma visão complexa da realidade e numa visão sistêmica da natureza. n

Magda Helena Maya

TAGS